Elvira Fortunato recebe segunda bolsa de 3,5 milhões

A Professora catedrática da Faculdade de Ciências e Tecnologia (NOVA) acaba de receber a maior bolsa de sempre atribuída a um investigador português e a maior atribuída pela ERC.

Elvira Fortunato é considerada como uma das Mulheres Mais Influentes de Portugal, prémio atribuído pela Executiva.

Elvira Fortunato, professora Catedrática da Faculdade de Ciências e Tecnologia (NOVA), vice-reitora da NOVA e directora do Centro de Investigação de Materiais do Laboratório Associado i3N acaba de obter a segunda Advanced Grant do ERC (Conselho Europeu de Investigação (ERC, na sigla em inglês) no valor de 3,5 milhões de euros, a maior bolsa de sempre atribuída a um investigador português e a maior atribuída pela ERC nesta Call a que concorreram mais de 2160 investigadores a nível mundial.

O projecto intitula-se “Multifunctional Digital Materials Platform for Smart Integrated Applications – DIGISMART” e pretende “revolucionar a forma como se fabricam os circuitos integrados e componentes de electrónica, sem recurso ao silício, explorando simultaneamente materiais eco-friendly, com propriedades excepcionais, à nano escala. Paralelamente, pretende-se que o mesmo dispositivo venha a desempenhar mais do que uma função”.  Uma das principais características inerentes a este projecto, em todas as suas vertentes, é a utilização de materiais sustentáveis e tecnologias amigas do ambiente.

Em 2008, Elvira Fortunato conquistou o primeiro prémio na área da Engenharia do ERC, com o projecto Advanced Amorphous Multicomponent Oxides for Transparent Electronics – INVISIBLE no valor de 2,25 milhões de euros. Este projecto foi também selecionado pelo ERC, em 2011, como um dos projectos de maior sucesso, tendo sido possível instalar um laboratório de Nanofabricação que se tornou uma referência internacional.