Em casa de ferreiro… destemida e discriminada

Estátua Fearless Girl, desafiando o touro de Wall Street

Por Manoel Marcondes Neto

Foto Anthony Quintano

O banco State Street Corp., instituição responsável pela instalação da escultura de uma menina em postura desafiadora diante do icónico touro de Wall Street, paga menos a mulheres.

Se uma imagem vale mais do que mil palavras, qual será o valor de uma imagem tridimensional – uma escultura – plantada em local público?

É como naquela estória sobre a mulher do César… não basta parecer honesto. É preciso sê-lo. Não importa o que a State Street Corp. diz – por meio de seu patrocínio à instalação – mas, sim, a política realmente vivenciada na empresa – a qual pagava menos às mulheres e terá que indemnizar, em 50 milhões de dólares, mais de 300 mulheres por isto.

Comunicação institucional não se resume a statements numa folha de papel ou num quadro pendurado na parede da recepção. Chega ao chão-de-fábrica, ao recibo de ordenados, aos pontos-de-venda, e mesmo aos patrocínios desportivos e culturais.