Nova SBE com imagem renovada

No ano em que a Nova School of Business & Economics celebra quatro décadas de vida ao serviço do ensino, tem também novidades a assinalar, nomeadamente uma imagem renovada. O seu novo campus é inaugurado em setembro.

A escola desafiou um conjunto de artistas a criarem ilustrações e obras de arte que dessem corpo ao novo conceito, que aposta numa visão positiva de envolvimento social.

A Nova School of Business & Economics (SBE) celebra aos seus 40 anos com imagem e logotipo novos e, a partir de setembro, muda de morada para o campus de Carcavelos, com muitos projetos em mente.

A nova imagem da escola contou com a direção criativa e estratégia de marca de Paula Delgado e o design de logótipo de Luís Mileu. A Nova SBE desafiou também, os artistas Ana Seixas, Fernando Cobelo, Paulo Albuquerque e Bruno Galrido a desenvolverem peças de arte que dessem corpo ao seu conceito de “novo horizonte”, um espaço aberto no qual “uma nova geração de cidadãos do mundo pode tornar-se mais confiante, desenvolver conhecimento e inspirar o mundo.” A nova imagem e conceito estão ainda patentes no site da escola, renovado com o web design da Wingman e de Pedro Martins, que aposta num maior envolvimento dos utilizadores. Para Marta Assunção, Diretora de Marca & Comunicação da Nova SBE, “mais do que uma marca, cedo nos apercebemos de que queríamos e teríamos de entregar algo maior, uma narrativa: este clear horizon, que é uma maneira de estar no mundo.”

O logótico da Nova SBE foi redesenhado e simboliza o “horizonte aberto” que a escola pretende ser.

Os responsáveis da Nova SBE — que ainda a semana passada fez notícia por figurar no ranking do Financial Times das melhores escolas mundiais para formação de executivos — partilharam também as metas da instituição para os próximos anos e que passam por “tornar-se uma marca incontornável no cluster europeu das melhores escolas do ensino superior” e apostar no crescimento sustentável que mantém a qualidade.

“Temos de trabalhar com os jovens e para os jovens, pois é deles o futuro”, afirmou Daniel Traça, Dean da Nova SBE, em comunicado. “Acreditamos que, neste mundo cheio de oportunidades e riscos, o nosso papel enquanto escola é fundamental para trazer soluções efetivas com impacto. Estamos conscientes de que deixarão de existir fronteiras entre tecnologia e gestão, que é preciso criar uma sociedade mais inclusiva e humana, que é preciso ajudar governos a funcionar melhor e a servir melhor os seus cidadãos e, por fim, ajudar as empresas à disrupção. São os alunos, é esta futura geração que poderá fazer a diferença.”

A Nova SBE está já em contagem decrescente para a inauguração do seu novo campus, agendada já para 29 de setembro. Ao longo dos últimos 10 anos, este projeto captou apoios e donativos de 37 empresas e mais de 600 pessoas, também graças à ajuda da comunidade de antigos alunos, todos envolvidos na visão partilhada de uma “escola global que combina a qualidade académica com o estilo de vida que o país oferece.” Será já nesta nova morada que a Executiva realizará a 3ª Grande Conferência de Liderança Feminina, a 22 de novembro deste ano.

A maquete do campus de Carcavelos da Nova SBE, que será inaugurado em setembro.

Para Pedro Santa Clara, presidente da Fundação Alfredo de Sousa, “este projecto é um verdadeiro case study sobre o envolvimento com a sociedade. Uma escola que é também uma aceleradora de startups, um laboratório de inovação com empresas e uma plataforma aberta à iniciativa da comunidade, ao diálogo.”