Adega Mãe lança novos vinhos brancos

_DSC0088

Bernardo Alves, director-geral da Adega Mãe, e Diogo Lopes, o enólogo

A Adega Mãe, empresa produtora de vinhos do Grupo Riberalves, apresentou a sua gama de brancos mais recentes durante um passeio no veleiro Príncipe Perfeito que decorreu ao final da tarde no rio Tejo.

Em comum, os colheitas Pinta Negra e Dory, os monocastas Viosinho, Alvarinho, Sauvignon Blanc, Chardonnay, Viognier e Riesling, que foi produzido pela primeira vez, em conjunto com o Dory Reserva 2013, têm uma frescura, mineralidade e salinidade que os distingue. Isso deve-se, segundo o enólogo da empresa, Diogo Lopes, em grande parte à proximidade das vinhas ao oceano Atlântico e às características dos solos argilo-calcários onde estão implantadas. Ficam bem perto de Torres Vedras, a sete quilómetros da costa. Com vinhos com estas características, a companhia de lapas, mexilhões da costa da estremadura, ouriços, polvo e peixe, produtos do mar, foram escolhas acertadas, conjugando-se com harmonia com os vinhos provados.

Viosinho 2014AdegaMãe Viozinho 2014

Vinho monocasta branco de aroma intenso, fresco, mineral, com notas de flores brancas e de fruto amarelo de caroço. Na boca tem boa acidez e final com mineralidade marcada. Pode ser bebido agora, mas ganhará com algum tempo mais de garrafa. Sirva-o entre 7 e 10ºC na companhia de mariscos ao natural ou cozidos.

Reserva 2013

Dory Reserva 2013 

Produzido com uvas das castas Viosinho, Chardonnay, Alvarinho e Arinto, é um vinho de aroma elegante, mineral, com notas da madeira onde estagiou, de algum fruto seco torrado e de fruta branca. Na boca tem volume e boa acidez e final algo marcado pela madeira. Vinho para se beber agora na companhia de alguns queijos de meia cura ou de peixes assados no forno, por exemplo, que pode ser guardado por alguns anos para apreciar mais tarde. Servir entre os 10 e os 13ºC.