Como tornar-se mais produtiva (sem se matar a trabalhar)

Diga adeus ao excesso de horas de trabalho, má alimentação e uma vida pessoal quase inexistente. Três pequenas mudanças podem produzir grandes resultados.

Existem várias mudanças que podem ser incorporadas na dieta diária e fazer uma grande diferença no corpo e na mente, melhorando a sua eficácia profissional.

O atual ritmo de vida exige que cada pessoa se torne o mais produtiva possível. No entanto, isso é muitas vezes sinónimo de longas horas de trabalho, má alimentação e um terrível desequilíbrio da vida pessoal. Mas não tem de ser assim. Para se tornar mais eficiente, comece pela mudança de alguns hábitos quotidianos. No final, é possível obter uma versão melhor de si própria.

Três chaves para o sucesso

1. Exercício físico

Tornar o exercício físico num hábito é das missões mais difíceis para a maioria das pessoas. De acordo com um estudo da University College London, noticiado pelo site UOL, são necessários três meses para se formar um hábito, seja beber mais água ou fazer exercício. No entanto, caminhar, chegar ao trabalho de bicicleta, usar as escadas em vez do elevador, ou até mesmo aprender a dançar são exercícios fáceis de fazer diariamente e de transformar num hábito, o que ajuda a colocar o corpo em movimento e em estado de alerta.

2. Exercício mental

Mente sã em corpo são é uma frase amplamente conhecida por razões óbvias. Ao colocar o corpo em movimento e estado de alerta, o cérebro torna-se mais recetivo e chega à oportunidade de exercitá-lo. A boa notícia é que isso pode ser feito muito facilmente e de forma divertida através de jogos como xadrez, sudoku e mesmo póquer, que recentemente se tem tornado muito popular e está facilmente disponível nas plataformas analisadas pelo Galobonus, como o 888 Casino. Através da análise das probabilidades e do estudo do comportamento e da linguagem corporal das pessoas com quem se joga, o póquer ajuda a exercitar o cérebro e a desenvolver uma análise melhor e mais rápida das situações da vida diária.

Jogos como o poker exercitam a sua mente.

3. Sono adequado

É verdade que devido ao estilo de vida agitado da sociedade em que vivemos é muito fácil privilegiar a produtividade em detrimento de horas de sono. No entanto, a falta de sono afeta significativamente o desempenho das pessoas em qualquer contexto.

Segundo o site Saúde, é impossível funcionar a 100% com menos de 8 horas de sono, pois é a quantidade média necessária para permitir que o corpo recupere da fadiga do trabalho e do exercício. Também é durante essas horas de sono que o cérebro cria conexões (sinapses) que permitem que se desenvolva e permaneça saudável.

 

O café é uma bebida rica em antioxidantes.

4. Alimentação saudável

Uma das peças-chave para melhorar a competitividade, desenvolvendo o corpo e o cérebro, é uma dieta saudável, que garanta os nutrientes que os músculos necessitam para se regenerar e o cérebro para fazer as suas sinapses.

Por exemplo, beba café ou chá sem adoçantes ou aditivos. Estas bebidas são ricas em antioxidantes, reduzem o nível de apetite e ajudam a colocar o corpo e a mente em alerta. No entanto, adicionar creme ou açúcar a essas bebidas também adiciona calorias extra, que exigem mais horas de exercício para serem processadas.

Existem várias mudanças que podem ser incorporadas na dieta diária e fazer uma grande diferença no corpo e na mente. Obter uma versão melhor de si própria não envolve necessariamente sofrimento, pois adotando hábitos simples e fazendo pequenos ajustes no dia a dia é possível dar mais e melhores ferramentas para que o corpo e a mente sejam muito mais competitivos em pouco tempo.