Sonae cresceu 6% em 2020

Em ano de pandemia, o volume de negócios da empresa liderada por Cláudia Azevedo atingiu o valor recorde de 6,8 mil milhões de euros, fortemente impulsionadas pelas vendas online.

Cláudia Azevedo é CEO da Sonae.

O volume de negócios consolidado da Sonae cresceu 6,1% em termos homólogos para 6,8 mil milhões de euros, devido sobretudo ao contributo da Sonae MC e da Worten. O crescimento registado no exercício de 2020 foi fortemente impulsionado pelas vendas online, sendo que os principais negócios de retalho atingiram quotas de mercado online muito superiores às quotas de mercado no offline, onde ja eram líderes. O total das receitas agregadas de e-commerce dos negócios da Sonae mais do que duplicou em 2020, atingindo cerca de 480 milhões de euros, o que apelou às competências digitais da empresa, num contexto de súbita aceleração do e-commerce. 

Em termos de rentabilidade operacional, o EBITDA subjacente foi de 593 milhões de euros, 1% abaixo de 2019. 

O resultado indireto situou-se em -59 milhões de euros, impactado negativamente por uma redução de 91 milhões de euros no valor das propriedades de investimento da Sonae Sierra impulsionada pela pandemia, e positivamente pelas reavaliações no portefólio da Sonae IM de 39 milhões de euros. Apesar dos impactos negativos causados pela Covid-19, tanto a nível operacional como no que diz respeito à reavaliação de ativos, o resultado líquido da Sonae atribuível a acionistas foi positivo e atingiu 71 milhões de euros em 2020. 

Em 2020, a Sonae continuou a apostar no desenvolvimento dos seus negócios, tendo o investimento total atingido os 502 milhões de euros, mais 25,7% do que no ano anterior, refletindo a expansão orgânica e as aquisições, nomeadamente reforços na NOS e na Salsa.

Sonae MC e Worten impulsionam crescimento

O volume de negócios da Sonae MC ultrapassou os cinco mil milhões de euros, atingindo um total de 5.153milhões de euros, o que representou um crescimento de 9,6% em termos homólogos, e um aumento das vendas LfL de 6,6%. Este crescimento foi também o reflexo da presença e liderança da empresa no canal online — as vendas online aumentaram 80% no ano. Simultaneamente, a Sonae MC continuou a investir na sua transformação digital, com foco na adaptação da experiência do cliente, modelos de negócios, processos e cultura e manteve, em grande medida, o seu ritmo de expansão com a abertura de 89 novas lojas próprias (das quais 13 lojas de proximidade, Continente Bom Dia), tendo o investimento ascendido a 205 milhões de euros. 

No acumulado do ano, a Worten apresentou um crescimento de 6,8% em termos homólogos (8,6% LfL), alcançando um volume de negócios total de 1.161 milhões de euros. Aproveitando tanto a localização de conveniência como a presença diferenciada do online (que inclui uma oferta de marketplace), a Worten mais do que duplicou as vendas online em relação ao ano anetrior. 

 Cláudia Azevedo comprometida com igualdade de género

Em 2020, a empresa reforçou o seu compromisso com as Pessoas e o Planeta, com “o apoio à comunidade a superar 14 M€, 73% das embalagens de plástico recicláveis, redução das emissões de CO2 em 18% face a 2019 e antecipação em uma década do desígnio da neutralidade carbónica”. Em comunicado, Cláudia Azevedo, CEO da Sonae, afirma: “2020 foi um ano diferente. A pandemia Covid-19 impactou cada aspeto das nossas vidas e desafiou-nos enquanto organização. Enfrentámos disrupções profundas em áreas como a saúde e a segurança, o trabalho remoto, as cadeias de abastecimento e a aceleração digital. E não só estivemos à altura do desafio, como nos projetámos para o futuro.” Mais à frente, a líder da Soane afirma o compromisso da empresa com a igualdade de género e outras causas. “Este foi um ano que nos pôs à prova mais do que nunca e respondemos com propósito, permanecendo fiéis aos nossos valores. O nosso propósito deu-nos força para enfrentar os desafios e alcançar grandes progressos nos nossos compromissos ambientais e sociais, em especial no que diz respeito às emissões de carbono, à utilização de plásticos e à igualdade de género. Mas fomos mais além e reforçámos ainda mais o apoio às nossas comunidades. O nosso contributo superou os 14 milhões e mobilizámos os nossos negócios para doar milhares de bens e equipamentos de proteção individual a pessoas carenciadas e a profissionais de saúde e de segurança.”

Parceiros Premium
Parceiros