Sandra Nascimento: “Na SAL gosto de promover quem faz coisas bonitas”

A fundadora da SAL conta como tenta evitar que a pandemia cause danos de maior à marca de decoração e lifestyle que criou há cinco anos. Sem os turistas que enchiam diariamente a loja, Sandra Nascimento teve de agir rapidamente.

Sandra Nascimento, fundadora da SAL, com algumas das peças que estão à venda na sua loja online.

Depois de uma carreira como responsável gráfica de revistas como a Casa Cláudia, Cosmopolitan e GQ, Sandra Nascimento deu uma volta à sua vida com a abertura da SAL. Inicialmente, em parceria e com loja aberta ao público no Largo de São Paulo, em Lisboa, ponto de passagem de centenas de turistas diariamente, a marca foi-se consolidando desde que foi lançada em 2015. Porém, a pandemia provocada pela Covid-19 fez desaparecer os turistas de um dia para o outro.

Nesta entrevista, Sandra Nascimento partilha a estratégia que implementou para não deixar cair uma marca que há muito se tornou presença nas mais conceituadas revistas internacionais de decoração e lifestyle e que tem uma rede de clientes fiéis espalhados pelo mundo.

 

O que a levou a passar a SAL só para o online?

A SAL é uma marca de decoração e lifestyle existente há cinco anos e dava nome a uma loja física em parceria, situada no Cais do Sodré. O principal motivo foi o acontecimento mais inesperado da nossa geração, a pandemia da Covid-19, que está a mudar o paradigma do mundo e a levar muitas empresas a restruturarem-se e a mudarem os seus modelos de negócios.

A loja mantém-se aberta, mas a SAL voou e tornou-se num market place com curadoria própria.

Quais os principais desafios que essa decisão implicou?
Imaginar que de um dia para o outro as portas fecham-se e que não se pode sequer vender um alfinete? Foi muito complicado.

O maior desafio foi conseguir pensar e definir uma estratégia num momento absolutamente atribulado, turvo e incerto. Conseguir em menos de um mês, com conhecimentos básicos fazer um site. Colocar todo um stock físico em digital. Fotografar, organizar e catalogar. Estender tudo, montar um estúdio caseiro e horas intermináveis ao computador. Felizmente tive ao meu lado quem me tivesse apoiado e ajudado com grande cumplicidade. Sobretudo por isso, um momento que não mais irei esquecer.

Como é que a SAL se procura distinguir de outras lojas online?
Acho que essa distinção passa sobretudo pela relação que tenho com as marcas e artistas que represento no site. Gosto de promover e dar a conhecer quem faz coisas bonitas e originais. As empresas que tudo escondem para ganhar vendas e acham que sozinhas é que são bem sucedidas, estão muito enganadas. Cada vez mais e num momento tão particular como o que estamos a viver, as marcas vão precisar umas das outras, de estarem juntas e de saberem estabelecer parcerias.
Renovámos o site recentemente, está agora muito mais apelativo visualmente, mais completo com mais produtos e mais serviços.

A selecção de produtos, com uma curadoria eclética muito pessoal, é também um dos pontos fortes da SAL. Sinto orgulho quando marcas reconhecidas e artistas procuram a SAL porque querem estar representados no site. É sinal que estou a fazer a coisa certa.

Como está a correr o negócio agora neste novo formato?
Está a correr a seu tempo. Recentemente, alguém muito especial me disse: “Estás num caminho todo-o-terreno com pneus de estrada!” E é exatamente isto!

O facto de se ter uma loja online não quer dizer que se comece a vender loucamente. Existe um enorme trabalho a fazer, de confiança com os subscritores, de comunicação, de planeamento e estratégia. Tudo tem um tempo para acontecer.

Em termos pessoais quais as implicações que esta mudança teve?

Porque sou uma pessoa comunicativa, sinto muita falta do contacto mais próximo com os clientes, isso o online nunca irá substituir por mais emoção que se coloque nas palavras. Mas passei a ter mais liberdade pessoal.

Que conselhos deixaria a quem deseja abrir uma loja online?
Criar um conceito com propósito, ter ajuda especializada e nunca deixar de acreditar!
Parceiros Premium
Parceiros