Reverse mentoring: a experiência da Novartis

Lembra-se do filme "O Estagiário", em que a jovem Anne Hathaway contrata Robert de Niro, um estagiário de 70 anos? Na Novartis não é ficção: em breve, haverá um programa em que os executivos mais seniores aprendem com os mais jovens. Paula Sequeiros conta como o mentoring é factor de sucesso da farmacêutica.

Paula Sequeiros é diretora de Recursos HUmanos da Novartis.

O Expedition Novartis é um programa de estágios para recém-licenciados que aposta no desenvolvimento de jovens talentos portugueses. O objectivo do programa é proporcionar a primeira experiência no mercado de trabalho, expondo os jovens a áreas fundamentais da Novartis e à indústria farmacêutica. A primeira edição foi um sucesso por ter sido uma experiência memorável para os nossos estagiários.

Na segunda edição quisemos acrescentar mais e tornar esta expedição ainda mais interessante para todos. Assim, a Novartis vai continuar a proporcionar um conjunto de experiências que irão contribuir para o crescimento profissional e pessoal dos jovens, apresentando como novidade a participação num programa de reverse mentoring, onde os jovens são desafiados a ser mentores da equipa de liderança da Novartis; e a admissão no programa internacional de talentos da Novartis (WEC Young Talent Program), que permitirá a um dos estagiários integrar a Novartis pelo período de dois anos, trabalhando em diferentes países da europa e acesso a um programa de desenvolvimento desenhado para dotar os estagiários de conhecimentos e ferramentas para venham a facilitar a sua inclusão na vida ativa, após o estágio.

A Novartis possui um programa de mentoring disponível para todos os colaboradores.

O mentoring é e foi sempre na Novartis um componente de sucesso na liderança e na forma como desenvolvemos as nossas pessoas. Numa cultura organizacional onde a curiosidade, a inspiração e o unboss são as peças fundamentais, o mentoring só poderia ser um factor de sucesso. A Novartis possui um programa de mentoring disponível para todos os colaboradores, que inclui a equipa de direção como mentores e que é amplamente reconhecido na empresa como um forte contributo para o crescimento pessoal e profissional.

Vamos agora inovar e fazer algo diferente, a que chamamos reverse mentoring. O reverse mentoring é uma nova abordagem, é na verdade o mentoring ao contrário, em que novas gerações que são nativos digitais, que têm formas diferentes de trabalhar, que valorizam a empresa em diferentes dimensões, que socialmente têm experiências diversas irão ser os mentores de lideres séniores, procurando abordar a liderança numa perspectiva diferenciadora, com apoio à mudança que é necessário fazer na forma como trabalhamos, que ajudarão a compreender o que motiva os jovens talentos e como se podem as organizacionais reinventar.

É claramente uma forma de construir uma ponte entre as diferentes gerações e que pode apoiar a forma como a equipa de direção e todos os líderes séniores comunicam na empresa e que sem dúvida dará empowerment aos jovens para exprimirem a sua opinião de forma aberta e transparente.

Acreditamos que o reverse mentoring nos vai trazer uma mudança na forma como trabalhamos e na forma como lideramos.

O reverse mentoring é uma ferramenta muito potente: permite aos líderes séniores aprender novas competências, sair da sua zona de conforto e sentirem-se permanentemente desafiados num papel, o de mentee, que não é habitual, enquanto que permite aos jovens mentores aprender mais sobre o negócio, sobre liderança e sobre o quanto a experiência também faz a diferença numa empresa.

Acreditamos que o reverse mentoring nos vai trazer uma mudança na forma como trabalhamos e na forma como lideramos. Fizemos um programa piloto em 2018 com alguns dos nossos estagiários, que foram mentores da equipa de direção durante 6 meses, e o impacto causado foi muito positivo e tangível. Celebrámos com sucesso uma caminhada de reverse mentoring, cheia de aprendizagens para mentor e mentee, e que queremos agora repetir de forma mais abrangente e prolongada no tempo.

O Expedition é por tudo isto um programa muito rico para quem beneficia dele e para a Novartis como um todo. Podermos ter mentes jovens, dinâmicas e desafiadoras a entrar na organização, a contactar com várias áreas e funções na companhia e a trazer perspetivas diversas para o que fazemos é um privilégio.