Isabel Neves: “Um projeto mal executado pode matar uma boa ideia de negócio”

A advogada e presidente do Lisbon Business Angels Club, Isabel Neves, será oradora na Conferência Empreendedorismo Feminino, onde irá partilhar o que podem ou não as empreendedoras esperar dos investidores, para que saibam com o que contar na hora de procurar investimento.

Isabel Neves é presidente do Clube de Business Angels de Lisboa

Pioneira na área do investimento informal em Portugal, Isabel Neves foi a primeira mulher a constituir um clube de business angels no nosso país, o Clube de Business Angels de Lisboa, ao qual preside, e é vice-presidente da FNABA – Federação Nacional das Associações de Business Angels, sendo a única mulher na direção.

Advogada de formação e profissão, tem a sua sociedade de advogados – Isabel Neves & Associados -, sempre esteve em contacto com situações empresariais muito diferentes, trabalhando em consultoria estratégica na área empresarial e contando com um longo percurso enquanto business angel, a ajudar e a fazer mentoring a empreendedores e empresários. Há cerca de 30 anos que tem vindo a desenvolver projetos, enquanto empresária e empreendedora, mas foi em 2016 que ficou conhecida pelos portugueses ao participar na segunda temporada do programa televisivo Shark Tank Portugal.

Diz ter sempre passado a vida rodeada de homens, mas nem por isso deixa de reconhecer a importância das mulheres em terem coragem de se valorizar, especialmente as que procuram investimento para os seus projetos, que, muitas vezes, são feitos à própria dimensão da mulher que empreende. O receio das mulheres em se exporem e a dificuldade em mostrar, no imediato, o nível de escalabilidade do negócio pode causar algum receio no investidor, como a possibilidade de não ter retorno. “As dificuldades que as mulheres enfrentam ao começar um negócio em Portugal são as mesmas que os homens”, diz Isabel Neves “É uma questão de mentalidade. As diferenças estão na cabeça delas”.

Na Conferência Empreendedorismo Feminino, Isabel Neves irá falar sobre o que devem, e não devem, as empreendedoras esperar dos investidores. “A maior parte das pessoas não sabe ou não quer ouvir, mas uma boa ideia, por exemplo, pode não ser apetecível para um investidor pela apresentação de um projeto mal executado”, adianta a business angel.

A Conferência Empreendedorismo Feminino realiza-se a 21 de março, entre as 9h e as 13h, na Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, em Lisboa

Conheça o programa e garanta já o seu lugar aqui.

PROGRAMA

9h15 BOAS VINDAS

De jornalistas a empreendedoras: o que aprendemos em 4 anos

Isabel Canha e Maria Serina, fundadoras do Executiva.pt

9h30 TALKS

9h30 A situação e os desafios do empreendedorismo no feminino

Teresa Fragoso, presidente da CIG 

9h45 O novo mundo do trabalho: como recrutar as pessoas certas

Carla Rebelo, diretora-geral Adecco Portugal

10h00 Os segredos de um bom plano de negócios

Bárbara Barroso, fundadora Money Lab

10h15 Os aspetos legais que deve saber antes de criar a empresa

Ana Sofia Baptista, sócia Abreu Advogados

10h30 O que deve, e não deve, esperar dos investidores

Isabel Neves, presidente Lisbon Business Angels Club

10h45 Co-creating your business

Diogo Romão, CEO Monday

11h00  COFFEE BREAK

11h30  MESA REDONDA

O sucesso não cai do céu: da luta ao crescimento

Helena Vieira, fundadora e CEO UAU Homes

Filipa Munoz de Oliveira, fundadora e CEO Wink

Margarida Almeida, fundadora e CEO Amazing Evolution

Sara do Ó, fundadora e CEO Grupo Your

Helena Rodrigues, fundadora e CEO da Allby

12h30 FIM