#GCLF19: Entrevista com Melissa Whiting

Nos últimos anos, a Philip Morris International (PMI) tem feito progressos significativos, sendo hoje uma organização mais diversa, inclusiva e equilibrada. A vice-presidente para a Inclusão e Diversidade estará na 5.ª Grande Conferência Liderança Feminina para partilhar o caminho percorrido.

A Philip Morris International (PMI) tem como objectivo aumentar a representação das mulheres em cargos de gestão para 40% em 2022. Hoje são 35%, o que representa um aumento de seis pontos percentuais desde o final de 2014. No início de 2019, a PMI tornou-se na primeira multinacional certificada pela Equal-Salary Foundation. Este estatuto comprova que a empresa paga salários iguais por trabalho igual, independentemente do género, em todas as geografias em que opera. Nos últimos anos, a empresa tem feito progressos significativos, sendo hoje uma organização mais diversa, inclusiva e equilibrada.

Esta evolução em muito se deve a Melissa Whiting. Jurista de formação, ingressou na PMI em 2001, na Austrália. Desde então tem ocupado vários cargos no Departamento Jurídico, trabalhando para a Austrália, Ásia e Europa de Leste. Em 2017 foi nomeada vice-presidente para a Inclusão e Diversidade. Nesta função é responsável por liderar a estratégia e as práticas da PMI de criação de um ambiente de trabalho inclusivo, “onde todos possam alcançar um melhor desempenho pessoal e assim contribuir para a missão da PMI de substituir os cigarros por melhores alternativas”.

Melissa Whiting defende que “a curiosidade, a perseverança e o conforto são a chave para o crescimento e para a realização”. Apanhada nas teias da síndrome do impostor acredita que muitas mulheres lutam com sentimentos similares de dúvida, mas a sua própria progressão na organização ilustra a importância de capacitar as mulheres no local de trabalho e os benefícios para a empresa que advêm da igualdade, da justiça e da diversidade.

Melissa Whiting vai ser entrevistada por Isabel Canha, directora da Executiva, na 5.ª Grande Conferência Liderança Feminina, que se realiza no dia 25 de outubro, entre as 14h e as 20h, no Fórum Lisboa.

 

Aproveite o preço early bird e garanta já o seu lugar aqui.

 

PROGRAMA

14h00 ABERTURA

Isabel Canha, diretora da Executiva

14h10 CARREIRA INTERNACIONAL

Carla Rebelo, diretora geral da Adecco

Pilar Braga, managing director da Brodies Segafredo Zanetti 

14h40 OS DESAFIOS DA LIDERANÇA

Cristina Campos, diretora geral da Novartis

Filipa Montalvão, partner da White Way

Marta Carvalho Araújo, CEO da Castelbel

Sofia Koehler, vice-presidente da Colquímica Adhesives

15h30 MUDANDO CULTURAS

Maria Antónia Torres, partner e líder da Diversidade na PwC

Ana Rita Pereira, diretora executiva responsável pelo Sector Público da Microsoft

16h00 ENTREVISTA

Melissa Whiting, vice-presidente para a Inclusão e Diversidade da Philip Morris International

16h20 COFFEE BREAK

16h50 MÚSICA

Ana Stilwell, música

17h05 WOMEN ON BOARD

Ana Marques, administradora da NOS

Marta Graça Rodrigues, partner da Garrigues e administradora não executiva da Novabase

Ruth Breitenfeld, vice-presidente da Cepsa

Soledade Carvalho Duarte, managing partner da Invesco Transearch

17h55 A LIDERANÇA FEMININA NA HISTÓRIA DE PORTUGAL

Isabel Stilwell, escritora e jornalista

18h20 FORMAR A PRÓXIMA GERAÇÃO DE LÍDERES

Elvira Fortunato, vice-reitora da Universidade Nova de Lisboa e professora catedrática da FCT NOVA

Fátima Carioca, dean da AESE

Maria do Céu Machado, pediatra e professora catedrática da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa

Sara do Ó, CEO do Grupo Your

19h10-20h HAPPY HOUR

Kiko Herédia, DJ