Fidelidade lança Prémio para instituições

Promover o fortalecimento do setor social, através do apoio às instituições que desenvolvem atividade nestas duas áreas, é o objetivo da seguradora.

"Este programa corresponde à essência dos impactos da nossa atividade que visa proteger as pessoas, o património e a atividade económica", afirma Ana Fontoura, do Gabinete de responsablidade social da Fidelidade.

A Fidelidade – Companhia de Seguros SA lançou o Prémio Fidelidade Comunidade, no valor total de 500 mil euros, uma iniciativa assente no compromisso da seguradora em apoiar continuamente a comunidade. O Prémio vai contribuir financeiramente para instituições que promovam a inclusão social e a prevenção na saúde – áreas que correspondem à essência da atividade da Fidelidade – Companhia de Seguros SA, em que a proteção das pessoas, do património e da atividade económica, no presente ou no futuro, estão no centro da sua missão empresarial.

A iniciativa tem uma abrangência nacional e as instituições sociais privadas poderão candidatar-se (formulário de candidatura disponível no site do Prémio) anualmente a dois tipos de apoio financeiro: um para os seus projetos e o outro, mais inovador, para a sua eficiência organizacional e desenvolvimento. A título de exemplo, este último pode incluir apoio financeiro para formação, criação de negócios sociais, elaboração de planos estratégicos ou até mesmo consultoria em saúde, higiene ou segurança no trabalho.

Seguradora líder de mercado, a Fidelidade – Companhia de Seguros SA é a mais premiada em Portugal e também com distinção internacional. Em 2014, foi distinguida pela “Efma Accenture Innovation Awards”, na categoria de “sustainable business”, com o seu projeto ‘WeCare’, (que tem como objetivo apoiar a correta reinserção de pessoas que foram vítimas de acidentes graves que puseram em causa a sua reintegração física, económica e social).

Ana Fontoura, responsável pelo Gabinete de Responsabilidade Social da Fidelidade – Companhia de Seguros SA, explica em que consiste este prémio.

De que forma este novo programa se insere na estratégia de responsabilidade social da Fidelidade?
 O alinhamento é total. Este programa corresponde à essência dos impactos da nossa atividade que visa proteger as pessoas, o património e a atividade económica.

Que áreas de actuação serão privilegiadas na primeira edição do prémio?
Nesta primeira edição as áreas privilegiadas serão a Inclusão Social (empregabilidade de públicos vulneráveis e deficiência ou incapacidade permanente)  e a Prevenção na saúde (promoção de estilos de vida saudável e envelhecimento ativo).

O que presidiu à escolha dessas áreas?
A escolha pela área da Inclusão Social é uma resposta aos pedidos que nos chegam no dia-a-dia de entidades que atuam  nesta área.  A inclusão social é um fator indispensável para uma sociedade coesa e uma preocupação de todas as empresas. A área da Prevenção da Saúde, nomeadamente o envelhecimento ativo, tem ligação direta às competências e desafios presentes e futuros da Fidelidade, provocados pela demografia.

Que objectivos pretendem atingir?
Promover o fortalecimento do setor social, através do apoio às instituições que desenvolvem atividade nestas duas áreas, apoiar os seus projetos e, principalmente, torná-las mais capazes para fazerem um melhor trabalho.

Qual a dimensão do programa de responsabilidade social da Fidelidade?
A Responsabilidade Social na Fidelidade tem duas vertentes: interna e externa. A vertente interna tem largos anos e é muito ativa. Olhamos para o colaborador no seu contexto familiar e daí termos dois programas principais: enriquecimento pessoal e qualidade de vida, que assenta numa plataforma digital e que comunica através de um site próprio, e um programa de apoio social que dá assistência ao colaborador nos seus momentos de maior aflição e atua nas áreas social, jurídica, financeira e psicológica – um programa que apoia uma média de 100 colaboradores por ano.

Na sua vertente externa para além do Prémio que acabámos de lançar e de uma política de donativos, mantemos um projeto cultural de Arte Contemporânea – Chiado8  – desde 2002. Transversalmente temos um Programa de Voluntariado que atua nas instituições que apoiamos. Finalmente, prestamos contas desta nossa atividade através de um Relatório de Sustentabilidade, de dois em dois anos, devidamente certificado por uma entidade externa.