O estilo de… Manuela Saldanha

Responsável pelo marketing da Loja das Meias, Manuela Saldanha revela como o seu vestuário se adapta aos vários momentos da sua vida de executiva.

Manuela Saldanha é bisneta dos fundadores da centenária Loja das Meias.

Licenciada em Gestão de Empresas e com uma pós-graduação em Marketing, ambas pela Universidade Católica Portuguesa, Manuela Saldanha desde criança que convive diariamente com a moda, graças à empresa criada, em 1905, pelos seus bisavós para vender meias e espartilhos. Hoje, a quarta geração dá continuidade ao negócio: o Pedro Miguel assegura a gestão executiva do grupo, a Manuela é a responsável pelo marketing e finanças, e a Mariana ocupa-se das compras. Assume que “tem a sorte de trabalhar no mundo da moda” e, por isso, guarda por muitos anos as “boas peças, pois não passam”.

Como define o seu estilo no dia a dia?
Em termos profissionais, o meu dia a dia é bastante acelerado e com várias facetas: tanto posso estar no escritório, mais resguardada, como estar nas lojas com os clientes ou com outros intervenientes do negócio, ou em ações de marketing. Assim, procuro ter um estilo que se adapte às várias vertentes profissionais. No meu dia a dia, procuro peças discretas, como calças ou vestidos coordenados com um blazer. Uma bonita camisa ou uma malha ficam sempre bem, com um lenço ou colar, que dão um pormenor e cor ao conjunto.

Quando não sabe o que vestir de manhã, qual é o conjunto que normalmente acaba por escolher?
Calças e blazer pretos com camisa branca. No inverno, uma bonita camisola de gola alta em caxemira. Uns sapatos stilleto ou botas pretas. São a minha saída para uma manhã pouco inspirada!

O que elege quando sabe que vai ter uma reunião importante?
Depende da reunião, mas procuro escolher peças com um bom corte e atuais. Gosto de cor e nem sempre me visto de cores escuras. Um bonito blazer e uns bons sapatos são fundamentais.

Que conselho deixaria para não errar na forma de se apresentar no local de trabalho?
Procure um estilo sóbrio, mas atual. Bem calçada e uma boa carteira em pele. Maquilhagem discreta e cabelos simples, mas cuidados.

Quais são as peças chave do seu guarda-roupa?
Sou bastante versátil, mas diria umas calças e um blazer bem cortados.

Tem muita roupa?
Tenho a suficiente, pois vou guardando as peças melhores ao longo dos anos. Tenho a sorte de trabalhar no mundo da moda e as boas peças guardo-as sempre, pois não passam. Um bonito lenço de seda é intemporal, uma carteira de pele da Dior é intemporal…

O que a faz perder a cabeça?
Sapatos, malas e cremes de rosto! São, sem duvida, a minha perdição!

Quais são as suas marcas ou designers preferidos?
Gosto de vários estilistas e marcas, mas diria Dior nas malas, Salvatore Ferragamo nos sapatos, e Maliparmi e Moschino na confeção, o primeiro pelo lado étnico e o segundo pela originalidade das suas peças.

Quem considera ser uma mulher com muito estilo?
Há mulheres portuguesas lindas e com muito estilo, mas elegeria a minha mãe!

 

Texto publicado na Executiva de Junho 2016.