O estilo de Elsa Quintela

Adepta de misturar peças com originalidade, aversa aos looks aborrecidos, a dona das lojas Nude aposta em roupas de qualidade, que respeitem a sua personalidade e o seu corpo.

A regra de estilo de Elsa Quintela é não ter regras.

A mãe tinha lojas de moda multimarcas para homem senhora e criança, no Alentejo, e começou a levá-la, desde cedo, a feiras de moda. Com isso traçou o destino de Elsa Quintela. Estudou Comunicação, mas dedicou-se a aumentar a rede de lojas ao mesmo tempo que ia ganhando autonomia, até que, com 31 anos, abriu a primeira Nude Fashion Store. Hoje, é proprietária de três estabelecimentos  em Lisboa – na Avenida Infante Santo, no Amoreiras Shopping e no Chiado – a que se somam as lojas no Alentejo e negócios na área do imobiliário.

 

Como define o seu estilo no dia a dia?
Não defino. A regra é não ter regra. Visto-me de forma a criar harmonia visual para mim mesma e isso pode mudar todos os dias. Talvez a constante do meu estilo seja colocar de parte roupas aborrecidas, um look sem vida ou sem história perde a graça. Um outfit impactante (seja pela simplicidade, elegância, originalidade na conjugação de cores ou padrões) faz-me o dia!

O que veste para uma reunião importante?
Os meus dias têm pouca formalidade no dress code. Aliás acho que os dress codes estão sobrevalorizados em diversas áreas. Se a dita reunião calha num dia de jeans e t-shirt basta juntar uma makeup mais cuidada e a nossa atitude faz o resto.

Quando não sabe o que vestir de manhã, qual é o conjunto que normalmente acaba por escolher?
Um vestido comprido e botins.

As roupas de qualidade são naturalmente mais caras o que nos obriga a uma escolha mais racional, ponderada e contida.

Quais são as peças chave do seu guarda roupa?
A máxima é ter roupa de qualidade que respeite os processos de produção e os materiais usados. Escolho os modelos que se integram na minha personalidade e respeitem o meu tipo de corpo. Por isso o meu guarda roupa é um pouco fora do tradicional must-have exatamente porque acredito que um básico para uma determinada pessoa não é para outra. Assim para mim as peças chave muito resumidamente são saias e vestidos compridos, calças flare, tantos blazers quanto possível, botins de cano médio, uns ténis irreverentes.

Tem muita roupa? Porquê?
Na realidade não. As roupas de qualidade são naturalmente mais caras o que nos obriga a uma escolha mais racional, ponderada e contida.

Qual a sua melhor compra?
As melhoras compras são a última e a próxima. A última foi um biquini inspiração retro de uma marca nova que chegou à Nude, Clube Bossa; a próxima, um vestido maxi plissado que tenho debaixo de olho da By Malene Birger

Perco a cabeça com acessórios exagerados.

Qual o seu pior faux pas em termos de estilo?
Quando estico o cabelo e perco um pouco a minha identidade encaracolada.

O que a faz perder a cabeça?
Perco a cabeça com acessórios exagerados, especialmente os da Vanda Jacintho, acabados de chegar à Nude.

Quais são as suas marcas ou designers preferidos?
O que eu prefiro mesmo é misturar peças com originalidade. Ir buscar a cada designer ou marca aquilo que melhor se adapta ao que me apetece vestir. Na Nude Fashion Store conseguimos um mix de marcas tão variado e abrangente que permite isso mesmo. Se quiser um effortless chic escolho uma peça By Malene Birger, se me apetecer um mood mais boémio Odd Molly, uns jeans descontraídos perfeitos na JBrand ou Mother, e por aí adiante….

Que conselho deixaria para não errar na forma de se apresentar no local de trabalho?
Keep it simple but great!

Nude Fashion Store, no Shopping das Amoreiras.