6 regras a seguir em entrevistas por videochamada

O recrutamento à distância não é de agora, mas no contexto em que vivemos hoje é a única possibilidade. A videochamada tem a vantagem de permitir uma conversa cara a cara, mas há que tomar algumas precauções.

Siga os cuidados normais de uma entrevista presencial.

Assim como a pesquisa nas redes sociais é cada vez mais usada pelas empresas para procurar os perfis que querem contratar, também as entrevistas por vídeo chamada são já muito frequentes. Saiba como sair-se bem desta experiência.

1. Vista-se como se fosse uma entrevista presencial 

Só porque está em casa e até estão 30.º não deve fazer a entrevista de t-shirt e calções. Vista-se e calce-se como se a entrevista fosse na empresa, por mais estranho que lhe pareça vestir um blazer, maquilhar-se e usar uns sapatos com algum salto para ficar em casa. Apresentar-se com um look profissional diz muito sobre a seriedade e o rigor que coloca naquilo que faz e evitará a revelar algo que não deseja se um eventual imprevisto a obrigar a afastar-se repentinamente do computador.  

2. Mantenha as crianças à distância

A entrevista deve ser feita num local calmo e reservado. O ideal é não ter as crianças em casa para assim evitar choros ou birras audíveis durante a entrevista. Mas se tal não for possível, peça ajuda ao seu companheiro, a um outro familiar ou amigo para que mantenha as crianças ocupadas e bem longe do local da entrevista. O mesmo é válido para os animais domésticos.

3. Escolha um bom fundo

Faça a entrevista num local em que consiga ter de preferência um fundo neutro, uma parede sem nada. Estantes com livros, quadros ou fotografias de família nas paredes distraem o entrevistador e podem revelar informações desnecessários sobre a sua vida privada. Além disso, há detalhes que lhe podem escapar a si mas não ao entrevistador, como um dossier de uma empresa concorrente ou o prato e o copo do lanche em cima de uma mesa. 

4. Desligue as notificações e o som do telemóvel 

O toque do telemóvel a meio da entrevista é imperdoável, como seria numa entrevista presencial. Desligar o telemóvel numa situação desta importância é um cuidado básico, assim como desligar as notificações dos emails e das redes sociais. É impossível que alguém se concentre nas suas palavras se ao mesmo tempo estiver constantemente a ouvir o som das notificações.

5. Faça um teste antes da entrevista

Seja qual for o seu grau de familiariedade com a plataforma que vai usar, faça um teste antes da hora marcada para ter a certeza de que está tudo a funcionar como precisa. Coloque o computador na altura certa, aproveite para ver qual o fundo que funciona melhor, e teste a forma como olha para a câmara para ter a certeza que estará a olhar para o entrevistador e não para qualquer outro lado. Por precaução, tenha uma alternativa na manga para o caso de a plataforma combinada falhar e teste-a também antes da hora da entrevista. 

6. Esteja bem preparada

Deixámos para último aquela que é a dica mais importante em qualquer entrevista de emprego: estar bem preparada. Em primeiro lugar, deve ter presente as empresas em que trabalhou, as funções que desempenhou, a quem reportava, quantas pessoas liderava, os principais objetivos que atingiu, prémios que recebeu. Deve também estar preparada para falar sobre momentos-chave da sua carreira – bons e menos bons – justificar porque se está a candidatar ao emprego, partilhar as suas expectativas e ter duas ou três perguntas para fazer sobre a empresa – o que esperam de si, o seu grau de autonomia e como vão integrá-la na equipa. 

A vantagem da entrevista ser em sua casa é que pode ter uma cábula com as informações mais importantes e as perguntas que pretende colocar. O ideal é não precisar de recorrer a ela, mas se tiver de o fazer, aja com naturalidade e não tente esconder que está a consultá-la, pois isso será óbvio para o entrevistador

Parcerios Premium
Parcerios