Como analisar o “analytics” de sites, blogues e redes sociais?

As ferramentas de análise são fundamentais no dia-a-dia de qualquer site, blogue ou rede social. Atualmente, existem diversas ferramentas de analytics e gestão de data que, além de permitirem identificar os seguidores mais valiosos, possibilitam ainda conhecer o seu comportamento digital. Através dos insights extraídos destas ferramentas, podemos ainda aumentar a audiência, através da identificação de outros públicos com perfis semelhantes aos que estão identificados como sendo os mais valiosos (a nível geográfico, demográfico, comportamental).

Para quem tem um site de e-commerce (e não só), o analytics é uma ferramenta que deveria ser de uso obrigatório. Através da sua utilização podemos perceber o percurso que um visitante faz no site, se efetuou uma compra ou onde é que abandonou o site. Esta informação é crucial para a criação de estratégias que visam melhorar a performance, ou seja, corresponder melhor aos objetivos definidos.

O passo seguinte a esta análise é adaptação da mensagem à audiência. Se identificamos, por exemplo, que há pessoas que compram muitas vezes no site, mas que o valor da compra é bastante inferior à média, podemos impactá-las com comunicação específica que faça alterar esse comportamento e aumentar o cabaz da compra.

Outra estratégia está associada ao “retargeting”. Ou seja, se a análise mostrar que há pessoas que já foram impactadas com uma primeira mensagem, mas que ainda não compraram, podemos impactá-las com uma nova mensagem a dizer que os portes agora são gratuitos, quando o normal seria serem gratuitos apenas em compras superiores a 30€.

As ferramentas de analytics têm inúmeras potencialidades e a sua utilização dever ser encarada como uma grande ajuda na rotina de gestão de um site, blogue ou rede social. Só assim podemos fazer crescer a marca e uma coisa é certa: ter sucesso é medir, analisar e procurar constantemente respostas que, quando bem aplicadas, permitem desencadear crescimentos.

Como  tornar o público numa audiência qualificada no digital?

Há uma grande diferença entre o público de um site, blogue ou rede social e a audiência qualificada. Por público devemos entender todas as pessoas que visitam ou seguem a página, mas que apenas absorvem o conteúdo. Já a audiência qualificada interage, partilha, comenta, estabelece um nível de relação ativa com os conteúdos partilhados.

Para criar uma audiência qualificada há que, primeiro, conhecer muito bem quem é o público-alvo, compreender a sua personalidade, necessidades e interesses, de forma a estabelecer a conexão certa com o conteúdo. Sabendo que as pessoas valorizam a personalização, quer através da forma, quer através da segmentação do conteúdo, a humanização é outro fator distintivo na criação de uma audiência qualificada. É necessário haver uma adaptação aos interesses, observar o comportamento das pessoas que visitam o site, blogue ou rede social, testar novos formatos e analisar quais os conteúdos que chamam mais à atenção.

É ainda necessário estar em vários canais de comunicação, pois a oferta em multiplataforma ajuda a ter mais alcance. Partilhe ideias no blogue, faça atualizações frequentes no site, coloque fotos e vídeos nas redes sociais, ofereça tutoriais ou conselhos, crie histórias, indique soluções, mostre casos de sucesso.

Na conquista da confiança e fidelização do público, tenha sempre como regra de ouro a publicação de conteúdos com qualidade, sem erros de gramática ou ortografia. A negligência em relação às informações passadas pode mesmo arrasar com a sua imagem.

Coloque a sua dúvida

Nome:

Mensagem: