Como melhorar o impacto e influência junto de uma nova equipa, dos pares e chefias diretas?

Em primeiro lugar, procurar entender e depois ser entendido. Isto é, ao observar com cuidado e empenho os outros consegue-se aumentar a percepção. Como? Mostrando interesse em conhecer as necessidades, interesses e preocupações dos membros da equipa, pares e chefias. Em equipa, é indispensável que seja clara a sua responsabilidade e a de cada um perante os projetos. É igualmente importante reservar tempo para que a equipa se conheça e relacione. Deste modo, dá-se valor à equipa e cria-se um clima de trabalho feliz. Relativamente às chefias, é crucial estar alinhado com as prioridades da empresa. Para que isso aconteça são essenciais a capacidade de adaptação à mudança e impulsionar a colaboração. Conhecer bem aquilo que as chefias querem ver realizado é um primeiro passo.

Em jeito de nota final, impactamos sempre quando sabemos o caminho a seguir. Se não soubermos para onde vamos, torna-se impossível os outros seguirem-nos.

Como partilhar com a minha rede de contactos a vontade de abraçar um novo desafio, sem gerar dúvidas sobre a posição atual?

A referência é, sem dúvida, um dos modos mais frequentes no recrutamento. É recorrente perguntarmos aos nossos amigos/conhecidos/colegas se conhecem alguém com determinadas competências. Porém, nem sempre é fácil recomendarmos alguém, porque as coisas podem correr mal e gerar dúvidas sobre os nossos critérios de avaliação e porque detemos um conhecimento baseado, muitas vezes, em pequenas observações ou acontecimentos marcantes que não são de todo o que a pessoa é.

Agora, quando temos sobre alguém a mesma recomendação positiva, vinda de várias pessoas e sobretudo de círculos diferentes, isso é um sinal a ter em conta.

Antes de dar o salto é prudente estudarmos a empresa para onde queremos ir. Convém que este conhecimento seja feito de modo progressivo, e se possível sem carácter de urgência, cruzando aspectos como a cultura e o clima da organização. Conhecer pessoas que trabalham na empresa é um aspeto a não descurar, pois predizem muito sobre o que realmente se pode encontrar. Contudo, sabemos que não existem garantias de virmos a ter um líder carismático ou que se venha a ter o reconhecimento esperado e ainda que o ADN da empresa não se vai alterando com as diferentes lideranças.

A grande questão é como procurar um novo desafio sem mostrar descontentamento com o trabalho atual, neste caso concreto recomendaria conversas com o propósito de saber como está o mercado de trabalho, mostrando interesse nas tendências, mas sem manifestar diretamente que está à procura e não dizendo, como se ouve dizer “se souberes de alguma oportunidade interessante…” Quando a pretensão é mudar de sector de atividade, a tarefa mostra-se facilitada porque o desejo de mudança é entendido, normalmente, como meritório.

Como causar e manter boa impressão num novo emprego?

As boas impressões conseguem-se pela credibilidade e esta transmite-se quando se tem conhecimento dos assuntos em profundidade, além de se possuir uma conduta coerente. Mas atenção, ser o mais natural possível ou espontâneo não significa expressar-se sem cuidado.

A cortesia e as boas maneiras são apreciadas, pelo que tratar de modo correto e amável todos, sem distinção, permite relacionamentos bem-sucedidos. Há pormenores que marcam a diferença, positiva ou negativamente.

Falar com objetividade e clareza, deixando de parte rodeios e conversa fiada que podem aborrecer os outros e levá-los a fugir na próxima oportunidade. Falar muito é uma coisa, falar bem é outra. Aqui, revela-se fundamental saber influenciar, pois não é quem fala mais que controla a conversa, mas antes quem melhor escuta. Conforme o tipo de informação, transmitimos ideias ou desejos, fazendo com que os outros acreditem, conseguindo deste modo obter os resultados ambicionados.

Relativamente à boa disposição e ao bom humor, este é excelente, mas requer moderação, pois o excesso provoca danos na imagem e nos juízos de valor. É importante não confundir um assunto engraçado com uma piada.

Para conquistar os outros é necessário ter presente que devemos tratá-los não apenas da maneira como gostaríamos de ser tratados, mas de preferência do modo como eles gostariam.

Como deixar uma boa imagem em encontros profissionais?

Comecemos pelos básicos: a pontualidade, as boas maneiras e a presença agradável. Como poderemos ficar com boa impressão de alguém que mostra desrespeito pelo nosso tempo? Ou daquele que não usa da tolerância perante a opinião divergente dos outros? Ou ainda, de alguns que gostam de maldizer nas costas, esquecendo que se não tivermos nada de bom para dizer é preferível estar calado. As possibilidades de não errar falando menos são bem maiores do que o contrário.

Indo mais além, gostaria de focar a importância de cumprir o prometido. Quem faz questão de respeitar os compromissos e de exigir o seu cumprimento é uma pessoa apreciada, credível e de confiança. Com este tipo de pessoas sabemos com o que contamos.

Não menos importante, é nunca perder a compostura pois saber estar de acordo com as circunstâncias, mesmo as mais difíceis, e guardar os desabafos para os momentos mais privados transmite segurança e fair play.

Como conquistar uma equipa mais experiente?

Dar valor à equipa, criando um ambiente em que os elementos da mesma se sintam valorizados, deixando surgir naturalmente a disposição para resolver os problemas em vez de se limitarem a cumprir instruções. Acrescento que o líder deve ser agradecido e saber agradecer, pois, por vezes, este não é o melhor nem o mais brilhante do grupo e sabe isso. Deve agradecer e dar graças por ter formado uma equipa que lhe dá valor. Existe um poder no agradecimento que muitos líderes descobrem e desenvolvem.

Criar inspiração, usando como lema e referência: saber, poder e querer. Reunidos fazem todo o sentido, são as competências, as capacidades e as atitudes. Não é difícil colocar qualquer pessoa a trabalhar, mas só um líder empenhado e inspirador consegue que os seus colaboradores atuem acima do expectável, porque animados pela motivação dão o seu melhor. Se o líder não estiver inspirado, dificilmente inspirará alguém.

Aprender juntos, elegendo uma nova competência para conhecer e aprofundar. Pode ser um idioma, um jogo ou uma formação específica que respeite ao trabalho. O que é importante é que seja um interesse comum que todos possam acarinhar.

Coloque a sua dúvida

Nome:

Mensagem: