Conferência Mulheres na Tecnologia: Anabela Peixoto

Anabela Peixoto, responsável pelo Departamento de Materiais Isolantes na EDP Labelec, do grupo EDP, será uma das oradoras na Conferência Mulheres na Tecnologia, que vamos realizar no dia 27 de abril, na Reitoria da Universidade de Lisboa.

Anabela Peixoto é responsável pelo Departamento de Materiais Isolantes na EDP Labelec.

Licenciada em Engenheira Química pelo Instituto Superior Técnico e com uma pós-graduação em gestão pelo ISCTE, Anabela Peixoto, começou a trabalhar em 1991 na Labelec, empresa de estudos e desenvolvimento de atividades Laboratoriais da EDP, no Departamento de Materiais Isolantes. Desde 2013 chefia este departamento e é responsável pela supervisão de praticamente todos os transformadores de alta tensão do sistema elétrico português (produção, transmissão e distribuição), incluindo muitos transformadores de outras geografias dentro e fora de Europa.

É a representante nacional na CIGRÉ Conseil International des Grands Réseaux Électriques no comité de Materiais e Testes de Ensaios Emergentes. É membro perito na IEC (International Electrotechnical Commission) no comité Fluidos para aplicações Eletrotécnicas

O que a levou a escolher esta área como profissão?
Desde cedo senti curiosidade e apetência para a área das ciências. Mais tarde percebi que queria trabalhar em química em controle e monitorização de processos. Engenharia química, pareceu-me uma escolha óbvia. Na EDP Labelec encontrei oportunidade de aplicar conhecimentos e essencialmente estar em constante aprendizagem por ser uma química num mundo de electrotécnicos.

Trabalha há mais de 25 anos na mesma empresa. Como tem conseguido manter-se sempre em evolução na sua carreira?
Trata-se duma área muito específica do conhecimento e que se encontra em grande evolução para acompanhar as inovações tecnológicas e os constantes desafios que se deparam nesta área. O crescente interesse que tenho na área motivou-me desde sempre a fazer um grande investimento pessoal e a empresa reconhece isso. A fórmula é simples.

Qual é hoje a sua área de especialização?
Pode dizer-se que seja em traços mais gerais o estudo de Materiais Isolantes em aplicações electrotécnicas com vista à monitorização e supervisão de transformadores.

Qual o maior desafio profissional que enfrentou?
Tenho tido vários desafios ao longo da vida, mas talvez o maior seja manter a equipa unida, motivada e a caminhar numa mesma direção.

 

Assista à Conferência Mulheres na Tecnologia que se realiza no dia 27 de abril, entre as 9h30 e as 13h, na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, com o patrocínio da Accenture e da Nova Information, e apoio da Siemens. Compre a sua entrada aqui.

PROGRAMA

9h30 – Boas vindas

Isabel Canha, diretora da Executiva

Miguel de Castro Neto, subdiretor da NOVA IMS

9h45 – Mesa redonda: Ter mais mulheres no topo

Paula Panarra, CEO Microsoft

Gonçalo Marques Oliveira, CIO Galp Energia

Fernanda Barata de Carvalho, diretora de Recursos Humanos Accenture

Joana Garoupa, diretora de Comunicação e Marketing Siemens

Teresa Morais, embaixadora Chicas Poderosas Portugal

Eugénio Baptista, diretor central de Sistemas de informação CGD

11h – Coffee break

11h15 – Mesa redonda: Inspirar as novas gerações

Ana Maria Evans, investigadora FCT, Nova Information Management School

Cristina Fonseca, co-fundadora Talkdesk

Manuela Coutinho, Responsável  do Centro de Supervisão e Gestão de Redes PT

Anabela Peixoto, responsável pelo Departamento de Materiais Isolantes EDP Labelec

Rita Alves, Supervisora da Direção de Engenharia e Projetos Oceanário de Lisboa

Inês Carvalho, programadora Aptoide

12h15 – key note speaker: A diversidade é um facto, a inclusão é uma decisão

Pedro Pina, global client partner Google