Conferência Liderança Feminina: António Ramalho, Novo Banco

O CEO e presidente do Novo Banco é desde há muitos anos um forte defensor da igualdade de género e da ascensão profissional das mulheres nas empresas. António Ramalho é o key note speaker da Conferência Liderança Feminina, que se realizará a 24 de novembrom na Universidade Católica Portuguesa.

António Ramalho defende políticas de conciliação para melhor aproveitar o potencial feminino nas empresas.

O atual presidente e CEO do Novo Banco entrou para o sistema financeiro pela Associação Portuguesa de Bancos, em 1985, como responsável pela formação em mercados financeiros através do Instituto de Formação Bancária.

Licenciado em Direito, integrou o Banco Pinto & Sotto Mayor em 1990 e três anos depois tornava-se administrador. Manteve-se neste cargo após a aquisição do banco pelo Grupo Champalimaud e passou a membro dos conselhos de administração dos restantes bancos do Grupo – Banco Totta & Açores, Crédito Predial Português e Banco Chemical Finance, sempre com responsabilidades da área estratégica e financeira.

Tendo participado na cisão que precedeu a venda do Grupo em 2000, fez parte da comissão executiva e conselho de administração do Grupo Santander Totta em Portugal com responsabilidades na área comercial e na área do imobiliário no Crédito Predial Português, até 2003. No ano seguinte, já no setor público, dedica-se às áreas financeiras de empresas na área de transportes e Infraestruturas, primeiro na Rave e posteriormente como presidente do conselho de administração da CP – Comboios de Portugal, entre 2004 e 2006.

Em 2006 regressa ao setor financeiro como presidente do conselho de administração e comissão executiva da Unicre, e em 2010 é convidado para CFO e vice-presidente do conselho de administração executivo do Millennium BCP e presidente do Banco de Investimentos Imobiliários do Grupo.

Volta ao setor da Infraestruturas em 2012 como presidente e CEO das Estradas de Portugal, tendo sido o responsável pela fusão entre as Estradas de Portugal e a Refer – Rede Ferroviária Nacional, que deu origem em 2015 à Infraestruturas de Portugal, empresa a que presidiu.

Durante a sua vida profissional, António Ramalho, desempenhou várias funções não executivas de que se destacam, membro do Conselho de Administração da Bolsa de Valores de Lisboa até 2000, Presidente de várias sociedades financeiras do grupo Champalimaud até 2000, membro não executivo do conselho de administração da PT entre 2008 e 2010, membro do conselho de administração da Visa Europe, representando a região Europa Sul, entre 2007 e 2010, e membro do supervisory board da Euronext NV até 2012.

Ao longo da sua carreira António Ramalho foi sempre um defensor da igualdade de género nas empresas, não apenas através da introdução de políticas de incentivo nas empresas que dirigiu, como também através da sua presença em debates e conferências sobre o tema.

rodape-conferencia