A mesa de D. Duarte II

Fica em Coimbra num lugar improvável, fora dos circuitos tradicionais de quem visita a cidade. Apesar de o D. Duarte II situar-se próximo do estádio municipal local, não é fácil dar com ele, pelo menos de automóvel. mas bem temperada pelo saber de Rui Ventura, a oferta de cozinha tradicional do D. Duarte II vale a visita a Coimbra.

A ementa abrange sugestões atrativas de pratos de peixe e marisco, como a Sopa de mar. Mas não foi isso que me atraiu em particular neste estabelecimento. Foram, sim, os pratos com sabor a tradição. Entre eles saliento a Posta mirandesa com batatas a murro e grelos, o Arroz de línguas de bacalhau, o Cabrito Assado no forno ou o Polvo à lagareiro na companhia de batatas a murro, macio e bem temperado. Apreciei os dois últimos na boa companhia de um tinto Principal Reserva de 2009, escolhido de uma oferta vasta e variada de vinhos a preço mais em conta do que é habitual neste tipo de restaurantes.

Segundo Pedro Ventura, um dos proprietários do D. Duarte II, o Polvo à Lagareiro é um dos pratos preferidos dos clientes. Depois de ter estado emigrado na Venezuela durante alguns anos, voltou aos 23, já com o objectivo de se estabelecer por conta própria. Um conhecido indicou-lhes o espaço, que estava tecnicamente falido. Em conjunto com o irmão, Rui Ventura, outro dos proprietários e responsável pela cozinha, iniciou o trabalho de recuperação. Depois foi a conquista e manutenção de clientes. Hoje o Dom Duarte tem um serviço eficiente, simpático. Atrai uma clientela da classe média alta, originária principalmente de Coimbra, incluindo médicos, advogados e juízes e docentes do ensino universitário. Forasteiros como eu já são mais difíceis de encontrar, pois só lá vão encaminhados por amigos para apreciar uma comida agradável, confortável e bem temperada, para saborear devagar.

Informações úteis

Morada: Rua de Moçambique, 34, Coimbra

Tel.: 234 701 461

E-mail: restaurantedomduartedois@gmail.com