22 dezembro 2017

Adoramos refugiar-nos na fantasia. Tanto na companhia de heróis charmosos, na exibição de guerreiros que enfrentam dragões que provocam fogo, ou nos romances cor de rosa, sendo estes desvios inofensivos e divertidos. Mas passam a problemáticos quando confundidos com o mundo real. Qual é a gravidade do problema que está a enfrentar? Existe a possibilidade de que esteja exagerando o risco e ainda o tornando mais difícil de superar do que o necessário? Ora, pondere!