Segunda, dia 38 de Agosto de 2015

Setembro é como uma grande e assustadora segunda-feira, para quando remetemos tudo com o que não queremos lidar em Junho, Julho e Agosto. As caipirinhas com que brindámos a uma vida de três dias, esquecendo que ao quarto ressustaríamos sem a benção do Bliss de Vilamoura. Setembro é como um tanque de rega almadiçoado pela seca, depósito de todas as asneiras de verão onde afogámos as mágoas de inverno. O vodka pode ter sido limão mas as coxas o que acusam é casca de laranja. Por estas e por outras é que decidi proclamar o dia de hoje 38 de Agosto. Enquanto eu vir este meu copo de gin meio cheio, não se abaterá sobre mim o vazio da garrafa de água de litro e meio em cima da minha secretária.

Tchim tchim!

Ou será tinoni?