Calçar os sapatos do cliente

A semana passada um amigo pediu-me para comprar um frigorífico novo para a sua de casa de praia porque o antigo se avariara. Chegava no dia seguinte para passar umas férias, mas só agora se lembrara do frigorífico. Domingo à noite dirige-me a uma distribuidora de electrodomésticos no Colombo, escolhi o modelo e pedi para fazerem a entrega com a maior urgência. Amavelmente disseram-me que sim, seria na quinta-feira… Fiquei atónito e desisti. No dia seguinte um concorrente em Cascais vendeu um frigorífico e entregou-o 24 horas depois.

Estava ainda pensar no assunto quando leio a história do presidente da Bimbo, empresa mexicana que tem 4% do mercado mundial de pão. Daniel Servitge começa muitas vezes o seu dia de trabalho a tomar o pequeno-almoço em casa de uma família num dos 22 países da Europa, da América ou da Ásia em que a empresa está instalada. “Tens de calçar os sapatos dos pequenos clientes” disse numa entrevista à Forbes. Nesta altura compreendi porque é que há empresas que entregam um frigorífico rapidamente e outras fazem planos quinquenais para esse serviço.

Mas a Daniel Servitge tem mais para se ler neste artigo publicado pelo El Pais. Durante os 15 anos até está à frente da empresa, Daniel Servitge comprou 44 empresas e factura hoje cerca de 11 mil milhões de euros dando um novo impulso à empresa fundada pelo avô em 1945. E este império mexicano aumentou os seus negócios em Portugal ao comprar a Panrico.

Ler mais

http://economia.elpais.com/economia/2015/07/10/actualidad/1436547454_454928.html

http://www.forbes.com.mx/el-plan-de-daniel-servitje-para-que-bimbo-conquiste-al-mundo/