9 de fevereiro 2018

Há ocasiões em que é apropriado e mesmo necessário ser desinteressado. Mas também há momentos em que é apropriado ser egoísta. Se dá constantemente prioridade às outras pessoas deixando-se para trás, deverá perguntar-se porque o faz. Às vezes, as suas tentativas para satisfazer as necessidades dos outros são alimentadas pelo desejo subjacente de parecer bem ou de obter favores. Nem sempre é conveniente aos seus interesses permitir que as necessidades dos outros tenham prioridade sobre as suas. Coloque-se, a si, à frente para variar.