O açúcar escondido nos alimentos

Um fotógrafo espanhol resolveu mostrar, de forma original, a quantidade de açúcar contida em alimentos que consumimos regularmente. No seu site SinAzucar descobrimos algumas verdadeiras surpresas.

Não é por acaso que se sente renovada depois de o beber.

Sabe a quantidade de açúcar que se esconde na lata do seu refrigerante preferido? Ou no iogurte 0% de gordura que come ao lanche? Um fotógrafo espanhol quis apurá-lo e dá a conhecer no site SinAzucar os resultados de uma forma original: fotografando alimentos que podem ser encontrados em qualquer supermercado ou cadeia de restauração, junto à quantidade de açúcar correspondente em torrões.

António Rodríguez Estrada, um autodeclarado entusiasta da alimentação saudável e da prática de crossfit, criou o site SinAzucar onde alerta para a quantidade de açúcar que consumimos diariamente em alimentos industrializados, muitos dos quais de forma insuspeita.

A ideia é “fotografar o produto usando a mesma linguagem visual que a indústria emprega para nos vender os seus produtos. Fotografia limpa, iluminação cuidada, retoque atrativo, impacto visual”, diz o autor na sua página, assumindo a vertente de ativismo desta iniciativa e acrescentando que “o objectivo é chegar ao número máximo de pessoas através das redes sociais.”

Até o gin tónico tem muito mais do que álcool.

Um gin tónico pode ter tanto açúcar como um iogurte com 0% de gordura…

António Estrada usa as informações nutricionais contidas nos rótulos dos produtos para determinar a quantidade de torrões. Um gin tónico, por exemplo, contém 16g de açúcar, o equivalente a 4 torrões, o mesmo que um iogurte com 0% de gordura de uma conhecida marca.

A dose de refrigerante é XL e a de açúcar também.

A dose de refrigerante é XL e a de açúcar também.

Um copo gigante de cola (700ml) ou um reconfortante café do Starbucks chegam a ter o equivalente a quase 20 torrões,  enquanto uma lata de bebida energética pode conter entre 13 e 15 torrões. Os molhos para salada e condimentos são também surpreendentes fontes deste ingrediente.

Se come salada para perder peso é melhor esquecer os molhos.

Se come salada para perder peso é melhor esquecer os molhos.

Uma preocupação a ter em conta, se nos lembrarmos que a OMS recomenda um consumo máximo de 50g por dia.