Luísa Branco é vice-presidente da EPAL.
Jurista de formação, Luísa Branco descobriu uma paixão maior pelo ambiente. Defensora das causas do serviço público e das quotas, a vice-presidente da EPAL, revela que o seu percurso é o resultado de muitas camadas de experiências, de ajuda e inspiração de outras pessoas. Nunca recusou um desafio e acredita que tudo se faz e que a realização profissional carrega energia para a vida pessoal.
Raquel Santos é administradora de A Metalúrgica Bakeware Production.
Raquel Santos é a quinta geração da família no negócio fundado pelo trisavô, em 1896, e a primeira mulher na liderança. A sua entrada no negócio foi sendo preparada pela família, só Raquel não percebeu os sinais. Lidera a produção mundial de formas para pastelaria e panificação e dá cartas num setor ainda predominantemente masculino, mas tem muito respeito pelo passado: "se a empresa chegou onde está, foi pelo mérito de quem cá estava antes".
Sandra Santos deixou o cargo de CEO e é agora administradora não executiva da BA Glass.
Depois de uma década como CEO da BA Glass, Sandra Santos deixou o cargo nas mãos de Tiago Moreira da Silva, filho do acionista Carlos Moreira da Silva, e passou a administradora não executiva desta gigante do vidro, que faturou mais de 1,5 mil milhões de euros em 2023, tem 15 fábricas em oito países, e emprega mais de 5 mil pessoas na Europa e no México.
Suzana Curic é country leader de Espanha e Portugal da AWS.
A curiosidade, as horas passadas com o pai na sua garagem e uma professora do secundário que lhe ensinou as maravilhas da Matemática conduziram-na a um curso de engenharia. Suzana Curic, country leader para Espanha e Portugal da AWS, acredita que o facto de sempre ter vivido como ‘minoria’, fez com que desenvolvesse as competências que a fizeram ter sucesso como líder no setor tecnológico.
Mariana Marques é gestora médica global na área do Diabetes do departamento de Global Medical Affairs na Novo Nordisk.
Mariana Fragão Marques licenciou-se em Medicina, fez um doutoramento em Ciências Cardiovasculares e procurou no MBA uma forma de expandir o conhecimento a outras áreas. Dedicar-se à investigação e desenvolvimento na indústria farmacêutica para que os seus conhecimentos possam atingir milhões de pessoas levou-a à Novo Nordisk, na Dinamarca, onde é gestora médica global na área do Diabetes do departamento de Global Medical Affairs.
Manuela Doutel Haghighi é Global Customer Success Account Director na Microsoft.
Trabalhou em sete países, em três continentes, sempre em empresas de tecnologia. Reconhece a importância que uma boa rede de mulheres teve, e tem na sua carreira, e por isso cofundou o primeiro grupo de networking para mulheres na Microsoft em Portugal. Nesta entrevista, Manuela Doutel Haghighi, Global Customer Success Account Director na Microsoft, partilha muito do que tem aprendido ao longo de 22 anos de carreira.
Sandra Matos é diretora executiva da Netmentora.
De operadora de call center a diretora de operações da SIBS, o percurso profissional de Sandra Matos foi construído de forma sólida e apaixonada nas maiores empresas do pais. Não admira que tenha causado surpresa quando decidiu deixar tudo para trás para se dedicar a uma organização que ajuda novos empreendedores e a estudar Psicologia.
Ana Bispo Ramires é especialista em Psicologia do Desporto e da Performance.
Com mais de 20 anos de experiência em Psicologia de alta performance e apaixonada pelo treino de competências emocionais, Ana Bispo Ramires tem levado as melhores práticas desportivas para as organizações e traça um paralelo entre “atletas de desporto e atletas de empresa”, alertando que estes últimos estão numa “liga bastante acima” em termos de responsabilidade, exigência, níveis de stress e níveis de risco.
Elizabeth Rothfield é CEO e sócia fundadora da Explorer Investments.
Congratulando-se por haver uma presença feminina cada vez maior na área financeira, Elizabeth Rothfield nunca se importou que a subestimassem por ser mulher e estrangeira no ato de negociar: pelo contrário aprendeu a tirar partido disso. Responsável por uma carteira de investimentos de cerca de 1 400 milhões de euros, a CEO e sócia fundadora da Explorer Investments defende ainda que para vencer no mundo da corretagem não basta saber de números: é preciso desenvolver a componente humana e estratégica.
Rita Veloso é administradora executiva do Centro Hospitalar Universitário de Santo António
Rita Veloso começou a carreira, aos 22 anos, como formadora numa pedreira em Boticas, a trabalhar num contentor e a ser "um deles" para ganhar o respeito dos trabalhadores devido à sua juventude. Desde 2009 que está na área da saúde, primeiro como diretora do IPO do Porto e hoje como administradora executiva do Centro Hospitalar Universitário de Santo António.
Elisa Tarazona Ginés é CEO do Grupo Ribera que assumiu no início de 2023 a parceria público-privada do Hospital de Cascais.
CEO do Grupo Ribera Salud, que assumiu recentemente a condução da parceria público-privada (PPP) no Hospital de Cascais, Elisa Tarazona Ginés habituou-se desde cedo a ser uma mulher em ambientes masculinos e nunca deixou que lhe impusessem limites. Na carreira como na vida pessoal, a médica que se apaixonou pela Gestão defende que é responsabilidade de cada um quebrar os “tetos de vidro” e exorta as jovens executivas a não terem medo de voar: “que levem as asas postas e saibam que só vocês as podem cortar”.
Rosângela Angonese é coautora do livro O Fim da Liderança Tóxica nas Organizações.
Rosângela Angonese, coautora do livro "O Fim da Liderança Tóxica nas Organizações", explica porque é urgente libertar as empresas da liderança tóxica e revela como os comportamentos enraizados também a afetaram a ela e a Ricardo Oliveira Neves, durante a preparação e a apresentação do livro. Finalmente, deixa uma mensagem às mulheres: quando chegam ao topo não se esqueçam das outras mulheres.
Alexandra Reis é CEO da NAV Portugal.
Alexandra Reis é a nova CEO da NAV Portugal, a empresa que controla o tráfego aéreo em Portugal. Chega com uma vasta experiência em setores tão diversos como tecnologias e comunicações, energia, mas também aviação, pois foi administradora da TAP até março deste ano. Nesta entrevista fala de desafios, mulheres nos boards e negociação, uma área que conhece muito bem.
Patrícia Boura é presidente executiva da Fundação do Gil.
Depois de trabalhar no setor privado, Patrícia Boura quis usar os seus conhecimentos técnicos em benefício do setor social. A presidente executiva da Fundação do Gil considera que o setor social deve ser gerido com cabeça e não só com o coração, sob pena de pôr em causa toda a organização, e não desiste de procurar novas formas de gerar receitas que lhe permitam concretizar os muitos projetos que têm para as "suas" crianças.
Alice Pinto Coelho mantém-se na liderança do Procópio
Cofundadora e proprietária do Procópio, um dos bares mais emblemáticos de Lisboa, aos 84 anos, Alice Pinto Coelho não pensa na reforma e pretende manter-se na liderança da casa que dirige há 50 anos. Em entrevista, a empresária fala dos desafios que encontrou quando passou a assumir sozinha as rédeas da empresa e do contributo das novas gerações para o sucesso do negócio.
Gabriela Fabião é diretora de Operações da Dr. Wells.
Gabriela Fabião é diretora de Operações da rede de clínicas Dr. Well's. Com formação em Engenharia, já trabalhou na gestão de projetos em multinacionais do setor de oil & gas antes de dar o salto para a gestão de clinicas dentárias. Uma mudança feita graças ao investimento em formação contínua. "Se não aprendemos ficamos para trás porque tudo está permanentemente em mudança", garante.
Anabela Fernandes, Biogen
Anabela Fernandes, directora-geral da farmacêutica Biogen, começou a trabalhar aos 16 anos no Sporting, passando depois por empresas tão distintas como TAP, Autoeuropa, Merloni e CTT até chegar à indústria farmacêutica. Foi nesta indústria que deixou a área dos Recursos Humanos e iniciou um novo percurso na gestão, que a conduziu à liderança da Biogen.
Fátima Oliveira, MarianoShoes
Fátima Oliveira é diretora executiva da MarianoShoes, fábrica de sapatos com sede em São João da Madeira, que vai na quarta geração da família. Ironicamente, com 20 anos nesta indústria, a executiva confessa que tem de se contentar com o que lhe serve e não com o que gostaria de comprar, porque calça um número pequeno.
Ana Paula Reis
Depois de 11 anos na multinacional Mars e 16 como empreendedora, Ana Paula Reis é hoje partner da Bynd Venture Capital, sociedade gestora de capital de risco que investe em startups nas áreas de Digital e Ciências da Vida, com ligação aos países ibéricos, e em plena pandemia lançou a BridgeWhat.
Rosalina Machado_Goncalo Rosa da Silva
Nunca se deixou intimidar pelos desafios nem permitiu que outros decidissem por si, nem mesmo o pai ou o marido. Rosalina Machado começou a trabalhar como relações públicas da Cidla e tornou-se a primeira presidente da Ogilvy a nível mundial. Faleceu a 25 de janeiro de 2021.
Jill Ader é a primeira mulher líder mundial de uma das maiores empresas de executive search. Conquistou esta função combatendo as suas inseguranças e o seu inimigo interior, e candidatando-se ao lugar, contra o sucessor esperado. Uma inspiração para outras mulheres, defende que temos o dever de ajudar quem vem atrás.
Sandie Costa, partner da PwC, confessa que quando entrou na consultora não imaginou que lá continuasse quase duas décadas depois, assim como pensou que ser mãe fosse mais difícil de conciliar com a sua atividade de consultora. Uma entrevista sobre consultoria e ações concretas para reduzir o gender gap.
Chamam-lhe a rainha do retalho no Brasil e a sua rede de lojas, Magazine Luiza, já foi case study em Harvard. Foi sob a sua liderança que o negócio familiar de lojas de eletrodomésticos se tornou numa gigantesca rede comercial espalhada pelo Brasil. Conversámos com Luiza Trajano sobre os segredos do seu sucesso, liderança feminina e a mentalidade empreendedora.
Lidera a auditoria da PwC em Portugal e a gestão de pessoas é a parte mais desafiante das suas funções — são cerca de 600 colaboradores no nosso país, em Angola e Cabo Verde. Mas ainda é no trabalho de auditoria, com os clientes, que Ana Lopes mais gosta de estar, quase 29 anos depois de ter entrado para esta grande consultora.
Carla Rebelo
A diretora geral da Adecco começou a trabalhar aos 16 anos e aos 19 já era chefe de contabilidade numa empresa da Nestlé. A determinação e a vontade constante de aprender explicam a sua carreira: sete empresas, três países, dez formações.
Rosemarie “Bubu” Andres, testemunha os benefícios de pertencer à Entrepreneur's Organization (EO). Sem o apoio da maior comunidade internacional de empresários, provavelmente não teria conseguido reconstruir o seu negócio de doces.
É a primeira mulher a liderar uma grande consultora em Portugal e ainda a única no cluster de 11 países europeus de que a Capgemini Portugal faz parte. A sua prioridade como CEO é captar mais negócio em Portugal e está também determinada em criar melhores condições para os seus 500 colaboradores, porque "sem as melhores pessoas não há negócio".
Economista e professora, foi a primeira mulher nos quadros técnicos do Banco do Portugal, num tempo em que muitas carreiras eram ainda vedadas às mulheres. No dia em que é publicado o seu mais recente livro, "Uma Certa Forma de Vida", recordamos a entrevista concedida por Helena Sacadura Cabral para o livro "Memórias de Executivas".
Entrou na PwC há 20 anos, onde começou a trabalhar como assistente de auditoria, e hoje é partner da consultora, liderando a área de Management Consulting. Gabriela Teixeira conta-nos o seu percurso profissional, fala dos segredos para o sucesso e ainda sobre as aptidões femininas que podem ser uma mais-valia para a liderança.
Cristina Benito defende que o dinheiro não dá necessariamente felicidade, mas uma má relação com ele leva à infelicidade e alerta que as emoções têm um papel muito importante nos investimentos e nem sempre bom. Por isso, decidiu escrever Money Mindfulness, usando os ensinamentos da avó e da mãe, mas também o que aprendeu como assessora financeira na Morgan Stanley. 
O colapso do Grupo Espírito Santo em 2014 podia ter arrastado a Luz Saúde, mas Isabel Vaz, que esteve no projeto desde o momento zero e é a sua líder desde sempre, não o permitiu. Excerto da entrevista publicada no livro Lições de Liderança de CEO Portuguesas, de Isabel Canha e Maria Serina.
A sua carreira começou pela virologia, pela investigação da SIDA, até que o acaso a levou à l'Oréal. Já entrou e saiu duas vezes da multinacional líder em cosmética, mas à terceira parece estar mesmo de pedra e cal. De tal forma que integra o Conselho de Administração, em Paris, como representante dos trabalhadores.
Neta do fundador da Janz, Contadores de Energia, Teresa Janz soube conquistar o seu lugar na empresa e no associativismo, quando as mulheres rareavam nesses circulos. Foi sozinha para África aos 20 anos, chegou a conduzir uma BMW 650 e pôs o marido a partilhar tarefas domésticas para que ambos se pudessem dedicar à carreira. Esta entrevista foi concedida para o livro "Memórias de Executivas".
Lara Vidreiro e Filipa Neto, transformarem uma necessidade pessoal, alugar vestidos de festa apenas por uma noite, num negócio. As duas millennials criaram a Chic by Choice em Portugal mas com veia global e para isso têm seguido uma estratégia destemida. Com apenas um ano, compraram duas concorrentes no Reino Unido e o negócio disparou 65%. Este ano o objetivo é igualmente ambicioso: abrir loja em Londres.
A secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade tem uma carreira feita a lidar com as questões da igualdade. Diz que nunca foi vítima de discriminação, mas reconhece que ainda há muito por fazer e está pronta a dar o seu contributo. Catarina Marcelino vai encerrar a Conferência Liderança Feminina, no dia 24 de novembro, na Universidade Católica Portuguesa.
Habituada a lidar com realidades complexas, Paula Brito Silva é uma gestora ávida de mudança, que tem deixado marca nas diferentes áreas por onde passou. Assumindo as rédeas da Direção de Marketing da José de Mello Saúde, onde se sagrou Marketeer do Ano em 2015, a executiva faz-se valer do rigor até no discurso, preferindo conjugar os sucessos no plural e falar de paridade de género, em vez de igualdade.
Filipa Caldeira, Fullsix
A CEO da Fullsix Iberia tem um percurso notável e com pormenores curiosos: as três multinacionais onde trabalhou tiveram sede num mesmo edifício, em Oeiras. A última é a agência de marketing e publicidade Fullsix, recentemente adquirida pela Havas. O marketing e as marcas orientaram este trajeto.
Na véspera de se ouvirem os primeiros acordes deste mítico festival de verão, conversámos com Karla Campos, a sua mentora e organizadora. Uma luso-brasileira especialista em festivais que “provocam novas experiências e emoções”.
A cadeia de origem espanhola tem quase 400 hotéis em 29 países, e planos para mais. Tem 220 milhões para investir até 2917 na compras de novas unidades, e reformulação e reposicionamento das atuais. Victoria Blazquez, diretora de Operações Centro Espanha e Portugal fala-nos sobre a estratégia do Grupo.
Ter um bom desempenho na entrevista de trabalho não tem a ver com a idade ou com a experiência. Soledade Carvalho Duarte, da Invesco Transearch, alerta-a para os deslizes que os candidatos cometem.
Com 23 anos, candidatou-se como secretária, mas foi encaminhada para a área comercial, uma via onde acumulou êxitos que a conduziram ao topo. No desempenho dessas funções, Teresa Cardoso de Menezes observa que a forma como as mulheres se colocam nos conselhos de administração e a dinâmica estabelecida com o líder e os seus pares pode estar a prejudicar a sua ascensão
A CEO da Casa de Investimentos assume-se como a guardiã das fortunas dos clientes. É seguidora da filosofia de investimento de Warren Buffett, o que lhe permite garantir boas rentabilidades mesmo em tempos recessivos.
A cientista lidera uma equipa de 20 cientistas no Space Telescope Science Institute, em Baltimore, que trabalha com o telescópio Hubble. Quando se licenciou na FCT-UNL há 20 anos, estava longe de imaginar que um dia integraria uma ‘missão espacial’.
Parceiros Premium
Parceiros