POWERED BY
Centrum

5 truques para aprender melhor e mais depressa

Sabia que as pessoas mais bem-sucedidas não tentam decorar aquilo que não compreendem? Aprender depressa e bem requer outros hábitos, para otimizar resultados com menos esforço.

Para dominar uma matéria, a prática e a persistência são as suas maiores aliadas. Mas não o faça sozinha.

Ter motivação para aprender e um espírito eternamente curioso são os denominadores comuns a quem quer chegar mais longe e estar bem preparado para se adaptar a um mundo profissional em constante mudança. Quer esteja a considerar fazer um mestrado ou MBA, precise de dominar uma nova aptidão ou de digerir uma grande quantidade de nova informação essencial ao seu trabalho, há práticas e atitudes que podem aumentar a qualidade e rapidez da sua aprendizagem.

Não decore, ligue ideias

Pode até conseguir decorar uma matéria bem complicada sem saber exatamente o que tudo aquilo significa, mas dificilmente isso se tornará um conceito consolidado na sua memória durante muito tempo. Aprender envolve sempre a velha capacidade do cérebro humano de criar conexões entre ideias, como se unisse os pontos entre os novos conceitos que recebe, de modo a formar uma imagem concreta no final. É por essa razão que as pessoas mais hábeis a aprender nunca decoram aquilo que não entendem realmente.

Use a regra dos 80/20

Chamam-lhe o princípio de Pareto e resume-se a uma relação simples: 80% dos efeitos advêm de 20% das causas. É uma questão de aproveitamento racional de recursos. Quando nos preparamos para aprender algo novo, devemos conseguir dividir essa missão em tarefas mais pequenas, separando os 20% de material mais importante, que concentrem 80% dos princípios básicos ou das aptidões a dominar primeiro.

Desligue o botão do multitasking…

Se o computador começa a ficar mais lento sempre que temos 5 ou 6 programas a funcionar ao mesmo tempo, mais 10 páginas de internet abertas no browser, o mesmo começa a passar-se com o nosso cérebro quando fazermos várias coisas ao mesmo. Sempre que chega uma nova SMS ou interrompe o que está a ler para mandar um email urgente ou atender um telefonema, o processo de aprendizagem ficará mais lento. Por isso, quando iniciar uma sessão de estudo ou leitura de material que requer toda a sua concentração, ponha o telefone em modo de voo.

… e ligue o do ‘repeat’

A repetição aumenta a capacidade de assimilação de conceitos e acelera o processo de aprendizagem, sobretudo quando lidamos com conceitos complexos e novas competências. Na matemática, por exemplo, não importa apenas conhecer as regras; há que praticar resolvendo exercícios, tal como um músico dedica milhares de horas ao seu instrumento até que os acordes pareçam sair automaticamente. Em muitas matérias, a aprendizagem também requer bastante persistência e dedicação.

Adote um mestre

Poupa-lhe tempo e esforço no processo de aprendizagem e pode dar-lhe perspetivas diferentes, que não são abordadas na forma mais convencional de aprendizagem. Do mundo corporativo ao académico, quem ambiciona atingir a excelência procura sempre os mentores com mais experiência: em suma, alguém que esteja já a conseguir os resultados que você ambiciona obter.