4 escolas portuguesas entre as melhores “business schools” da Europa

A Católica Lisbon, Nova SBE, Porto Business School e o ISCTE Business School integram o ranking das 95 melhores escolas de negócios europeias, elaborada pelo Financial Times.

A Católica Lisbon School of Business and Economics é a escola portuguesa mais bem colocada na lista do Finantial Times, em 28.º lugar.

Portugal é o quinto país com mais escolas representadas no ranking Financial Times (FT) European Business Schools 2018, que avalia as 95 melhores escolas de negócios da Europa. A Católica Lisbon School of Business and Economics posicionou-se em 28.º lugar na lista, seguida de muito perto pela Nova School of Business and Economics (30.º lugar). Em 62.º ficou a Porto Business School, logo seguida pelo ISCTE Business School — a maior subida da tabela entre escolas portuguesas, de 80.ª posição, em 2017, para 63.ª este ano.

A liderar a listagem do FT está a London Business School, mantendo a liderança desde a edição passada. Em 2.º e 3.º lugar ficaram duas escolas francesas de referência — o HEC Paris (École des Hautes Études Comercialles de Paris) e o INSEAD (Institut européen d’administration des affaires). A lista termina com a Nottingham Business School (NTU), no Reino Unido.

Com 43% de professores estrangeiros e 50% de alunos também originários de outros países, a Católica Lisbon tem se destacado pela crescente vocação internacional, como lembrou ao Jornal Económico, o diretor da instituição, Nuno Fernandes, realçando ainda os “valores de empregabilidade ímpares – 92% dos alunos colocados no mercado de trabalho nacional e internacional em menos de três meses, bem como nos níveis de progressão de carreira num prazo de três anos (9.º lugar a nível mundial).”

Já a Nova SBE, que inaugurou o seu campus de Carcavelos em finais de setembro deste ano, quadruplicou a procura pelos seus mestrados, nos últimos 7 anos, contando já com mais de 40% de alunos estrangeiros.

Para Ramon O’Callaghan, dean da Porto Business School, “esta é mais uma evidência da qualidade e impacto do trabalho desenvolvido pela escola ao longo dos últimos 30 anos, desenvolvendo as competências necessárias para que indivíduos e organizações façam a mudança acontecer.” O dean sublinha ainda “a elevada qualidade da formação para executivos em Portugal”, na qual a Porto Business School já conta com uma experiência de mais de 25 anos.

O ranking do Financial Times avalia as escolas de negócios com base nos dados reunidos nos 4 rankings mundiais publicados pelo FT ao longo do ano, resultando da ponderação de várias percentagens: MBA Full-time (25%), MBA Executivo (25%), Mestrado em Gestão (25%), Formação para Executivos: Open e Custom (25%).