Professor Catedrático da Faculdade de Economia e vice-Reitor da Universidade Nova de Lisboa, Pedro Pitta Barros, de 48 anos, tem centrado a sua investigação nas áreas de Regulação Económica, Política de Concorrência e Economia da Saúde. Entre outras funções e cargos desempenhados, é presidente da European Health Economics Association (EuHEA) e membro do “Expert panel on effective ways of investing in Health” da Comissão Europeia, desde 2013, Research Fellow do Centre for Economic Policy Research (London), desde 1994, e membro do Editorial Board do Office of Health Economics (Londres), desde 2008. Foi distinguido como Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique, condecoração atribuída pelo Presidente da República, Jorge Sampaio, e galardoado com a Medalha de Serviços Distintos, “grau ouro”, atribuída pelo Ministério da Saúde, em Abril de 2013. Pode segui-lo no blogue Momentos Económicos. Respondendo ao desafio da Executiva.pt, escreve sobre as mulheres da sua vida.
“A preservação da privacidade leva-me a uma resposta genérica, e voltada para a vida profissional.  ‘Mulher(es)’ da  minha vida?  A ‘professora’. Nada de particularmente original. E não foi uma professora, mas várias e cada uma num aspecto diferente. Desde o rigor de uma professora de matemática à criatividade de uma professora de português, à capacidade de  transmitir ideias mesmo de temas que não são as primeiras preferências próprias. Não foi por influência de uma ou outra professora que acabei por fazer a minha vida profissional no ensino superior. Mas reconheço na minha prática enquanto professor valores, ideias e formas de fazer que à distância reconheço terem tido inspiração nas práticas de uma ou de outra dessas professoras. E com um pouco de esforço consigo resumir em 4Ps: paixão (pelos temas), precisão (no conhecimento a transmitir), perseverança (para enfrentar as minhas fragilidades e procurar sempre formas melhores de ensinar) e pontualidade (por respeito pelos alunos e pela instituição).