O mundo de Sofia… na Austrália

Inicialmente o objectivo do blogue era o de contar a sua aventura e partilhar com a família e os amigos as impressões das viagens que fazia. Hoje recebe entre 15 mil a 20 mil visitas por mês, com leitores de todo o mundo, de idades que vão dos 13 aos 70 anos

Sofia Machado gosta da natureza e de desporto e encontrou no hemisfério sul o cenário perfeito para viver a sua história de amor

“Deixei o emprego, aluguei a casa, empacotei 20 quilos da minha vida numa mochila e mudei-me para a Austrália.” É desta forma que Sofia Machado, 31 anos, se apresenta no blogue “Sofia na Austrália” (http://www.sofianaaustralia.com). Aventureira, aos cinco anos convenceu os pais a comprarem um bilhete de avião para Düsseldorf, onde foi sozinha visitar os tios. Sempre gostou de viajar, de mochila às costas. Conhece 37 países, mas mais do carimbar passaportes, gosta de passar semanas ou meses com os locais, absorver a sua cultura, compreender a forma como vivem e observam o mundo. Chamam-lhe nómada.

Sempre que nos afastamos de porto seguro, encontramos coisas boas e más. Mas como diz Amyr Klink, ‘o pior naufrágio é não partir’”

A viajar pelos países bálticos conheceu o australiano Paul e nunca mais se largaram. Paul seguiu-a para Portugal e viveram juntos durante um ano. Sempre que se ouviam uns motores no céu, Sofia dizia: “É o nosso avião para a Austrália”. Finalmente em 2009 aterraram no outro lado do mundo, sem bilhete de regresso. “Acredito que daqui a uns anos estarei mais arrependida pelas coisas que não fiz do que pelas que fiz. Sempre que nos afastamos de porto seguro, encontramos coisas boas e más. Mas como diz Amyr Klink, ‘o pior naufrágio é não partir’”. Sofia, que era professora de Educação Física, decidiu começar também uma nova carreira e tornar-se educadora de infância. “Sempre adorei trabalhar com os mais novos e na Austrália a visão da educação na infância corresponde aos meus ideais”, explica.

IMGP0040A jovem que gosta de natureza e de desporto encontrou no hemisfério sul o cenário perfeito para viver a sua história de amor. “Aqui, o mundo parece estar à tona de água. Mar e praias incríveis: surf, vela, caiaque. Esplanadas para estar com os amigos, jardins para nos deliciarmos com fantásticos churrascos, trilhos para percorrer a pé ou de bicicleta. Parece que nos últimos cinco anos tenho estado de ‘férias épicas’.”

Inicialmente o objectivo do blogue era o de contar a sua aventura e partilhar com a família e os amigos as impressões das viagens que fazia. Mas estes divulgavam as histórias e Sofia ganhava novos seguidores. Pediam-lhe que escrevesse em inglês. Em pouco tempo, tinha-se transformado numa plataforma vista mensalmente por mais de 10 mil pessoas, completada pela presença no Facebook, Instagram, Tweeter e Google +. Sofia partilha a “insaciável paixão por viajar e por uma vida simples, sempre que possível, ao ar livre. Gosto de pensar que ajuda a inspirar pessoas a deixar a prisão das posses e as aquisições materiais que tanto controlam a sociedade, incentivar o desafio de abandonar as ‘zonas de conforto’ de cada um para reescrever o seu destino.”

Tenho viajado extensivamente pela Austrália e por outros países e isso faz-me querer partilhar dicas e inspirar outros a fazê-lo

Viajar, escrever, tirar fotografias são parte do seu dia-a-dia, um prazer e um investimento que existiria mesmo sem o blogue. O web design e o marketing são também assegurados pela autora. “O blogue tem continuado a crescer e, por isso, dedico-lhe muito mais tempo. Estão constantemente a surgir novas oportunidades  de explorar novos destinos, na Austrália ou fora, e de patrocínios. Neste momento estou no processo de mudança de design do blogue, que vai passar a ter mais informação e conteúdo para os leitores, de forma mais organizada. Tenho viajado extensivamente pela Austrália e por outros países e isso faz-me querer partilhar dicas e inspirar outros a fazê-lo. Assim, com o novo design e formato, o blogue vai possibilitar isso mesmo. Os leitores poderão ver e ler não só a experiência na Austrália, mas também à volta do mundo. É extremamente trabalhoso, mas estou a adorar cada momento e desafios que me tem trazido.”

2012-10-02 14.01.31Hoje o blogue “Sofia na Austrália” recebe entre 15 mil a 20 mil visitas por mês, com leitores de todo o mundo, com idades que vão dos 13 aos 70 anos. É, por exemplo, usado nas aulas do ensino secundário por uma professora de inglês do Porto, que desta forma motiva e inspira os seus alunos. No ano passado, uma empresa japonesa entrevistou-a. Sofia estava a acampar na praia e quando se ligou no Skype, a conversa começou com duas pessoas. Depressa a preveniram que iria ser seguida através de ecrã gigante por toda empresa, pois os empregados estavam interessados em ver a tenda no topo do Jeep) e ver todos os gadgets do veículo, a que o casal deu o nome de Lucy.

O balanço desta mudança para os antípodas? “Portugal deixa saudades, sempre. Estou empenhada em guardar essas memórias e, em simultâneo, desfrutar plenamente de todas as possibilidades que aqui me são oferecidas a todo o momento. Há lugares que elegemos e há lugares que nos escolhem: a Austrália é este lugar! Sempre fantástica em qualquer altura do ano! Aqui sou feliz: a nível pessoal e a nível profissional”, remata.