Isabel do Carmo com novo livro para desfazer mitos da alimentação

A endocrinologista Isabel do Carmo lança “Alimentação, Mitos e Factos - Uma Perspectiva Científica” para ajudar o leitor a tomar as opções alimentares mais vantajosas para a sua vida, mas baseadas em fontes de informação fidedignas e com rigor científico.

Fazer boas escolhas alimentares parece cada vez mais difícil.

No seu novo livro, Alimentação – Mitos e Factos, a endocrinologista Isabel do Carmo faz um ponto de situação com base numa seleção criteriosa dos mais recentes estudos científicos internacionais sobre alimentação e beneficiando do conhecimento acumulado numa vasta experiência profissional de prática médica e académica. “Procurei dar instrumentos para que cada um faça as suas escolhas para preservar a saúde, preservando também o prazer, mesmo que tenha que assumir algumas transgressões, porque a vida não é só alimentação e não deve ser estruturada em obsessões. A alimentação é, e deve ser, também um prazer”, esclarece.

A endocrinologista Isabel do Carmo é fundadora da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade e presidente da Plataforma contra a Obesidade

Licenciada e doutorada pela Faculdade de Medicina de Lisboa e  diretora do Serviço de Endocrinologia do Hospital de Santa Maria até 2013, Isabel do Carmo analisa as principais tendências e como se transformaram em modas alimentares – a dieta ‘paleo’, as dietas com jejuns intermitentes, as rejeições da lactose e do glúten, a restrição dos hidratos de carbono. Mas no radar da fundadora da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade e presidente da Plataforma contra a Obesidade está também o consumo de carne e os regimes vegetarianos, as suas vantagens e desvantagens, os suplementos nutricionais e os medicamentos “naturais”: plantas, ervas e suplementos “naturais”. 

Numa altura em que é cada vez mais difícil distinguir as informações verdadeiras das falsas, aquilo que está provado e o que está por provar, ou o que é simplesmente inventado, o objetivo de Isabel do Carmo é alertar para os problemas de saúde que as “fake news” podem estar a causar na saúde e no bem-estar físico dos portugueses, ajudando o leitor a tomar as opções alimentares mais vantajosas para a sua vida, mas baseadas em fontes de informação fidedignas e com rigor científico. 

 

 

Parcerios Premium
Parcerios