Como se controla a fome quando as hormonas estão descontroladas?

O primeiro passo é controlar as hormonas. Para isso é necessário fazer a avaliação adequada através de análises ao sangue. Após essa monitorização é conveniente adotar a terapia específica para si. Simultaneamente à regulação do perfil hormonal é importante fazer uma suplementação através de vitaminas e minerais que irá contribuir para a produção de hormonas pelo organismo, permitindo também potenciar a sua funcionalidade.

A prática de atividade física também promove o controlo hormonal, aumentando algumas hormonas que aceleram o metabolismo e diminuindo outras que promovem fome e tendência para engordar. O exercício deve ser realizado regularmente, preferencialmente todos os dias, nem que seja através de uma caminhada. O exercício mais intenso, quer seja o cardiovascular, quer seja o de força, também é muito importante desde que seja prescrito adequadamente a cada situação.

Uma nutrição funcional, especifica, é de grande relevância no controlo da fome em momentos de descontrolo hormonal. É fundamental ingerir água ou infusões que ajudem a drenar, uma vez que as alterações hormonais muitas vezes promovem retenção de líquidos. É igualmente importante ingerir vegetais variados e, principalmente, os que têm muita cor, para que o organismo obtenha as vitaminas e os minerais adequados a um bom controlo hormonal e à saciedade. A proteína animal, fornecida através do peixe e das carnes mais magras é obrigatória porque as hormonas são compostas por proteínas necessitando das mesmas para a sua produção. A ingestão de alimentos proteicos e gordos (ricos em gordura saudável) de 3 em 3 horas é um dos fatores que mais contribui para a saciedade e para o controlo da fome, pois ajuda fortemente na regulação do açúcar no sangue. O consumo de cereais permite também o controlo do açúcar no sangue.

Controlar o stresse e as emoções é outro dos fatores de grande importância pois quando isso não acontece tende a compensar e a preencher-se com alimentos mais calóricos e menos saudáveis.

Coloque a sua dúvida

Nome:

Mensagem: