S. Valentim – a ressaca

Mas que caras são essas, pombinhos de Portugal? Anteontem voavam, hoje nem força têm para arrastar a asa… Derreteram todo o romantismo no fondue de chocolate com morangos, entregaram literalmente o vosso coração naqueles ursinhos fofinhos feitos no Bangladesh. Não tardará estarão a sofrer sintomas de abstinência mas, no mercado, os ursinhos terão dado lugar aos cabeçudos do Carnaval e dos fatos de São Valentim não há memória. Portanto, toca a mudar a foto bicéfala do vosso perfil do Facebook. O António Pombo pode continuar a festejar, juntamente com a Manuela Cabra (que ontem, por sinal, era amorosa) – a Rádio Comercial dizia que ontem era Dia das Pessoas com Apelidos de Animal (e qualquer dia o que diz a Rádio Comercial virá também publicado em Diário da República). Agora todos os outros fofinhos têm de aguentar, pelos menos, 364 dias na lista de espera para um transplante cardíaco. Sinto muito. Ou, melhor, não sinto nada… (a não ser que o Markl e o Palmeirim digam o contrário).