Como abordar um headhunter no LinkedIn

Aproveite as plataformas online para dar o passo em frente na carreira e contactar um destes profissionais especializados. Há formas de se apresentar a um headhunter no LinkedIn de forma profissional sem ser inconveniente.

Siga algumas regras para um contacto profissional.

Ao contrário dos profissionais de recursos humanos, que recebem e avaliam as candidaturas para a empresa em que trabalham, com um papel mais passivo, os headhunters, ou “caçadores de talentos”, trabalham para vários clientes empresariais, investigando os melhores perfis e currículos para as vagas que precisam de ser preenchidas.

A necessidade de criarem uma rede de contactos mais variada e ampla faz com que, muitas vezes, também estejam mais recetivos a aproximações feitas através de plataformas online como o LinkedIn. Por isso, não deixe que o pudor a paralise, se sentir que esse é o passo em frente de que a sua carreira precisa. No entanto, há algumas regras para a abordagem.

Procure por especialização

Muitos destes profissionais e empresas de recrutamento trabalham por sectores de atividade, como banca, tecnologias de informação, distribuição e outros. Enquanto candidata interessa-lhe, por isso, aproximar-se de um caça talentos que recrute para a sua área de especialização. As hipóteses de ele se interessar pelo seu currículo de profissional na área da banca, se na verdade, costuma recrutar na área do marketing, são mínimas.

Mencione contactos em comum

Na sua mensagem de apresentação faça referência a alguém que sugeriu o contacto do headhunter. Por exemplo: “A pessoa X indicou-me o seu nome como um dos profissionais especializado no recrutamento nesta área de atividade, na qual tenho experiência”.

Mostre-se disponível para ajudar

Pense neste tipo de profissional não como uma fonte de emprego, mas como mais um contacto da sua rede e no seu processo de networking. Na sua mensagem, para além de se apresentar, dizer o que faz e que tipo de funções procura, pode aproveitar para se mostrar disponível para ajudá-lo futuramente naquilo em que puder ser útil, a nível de contactos. Pode parecer contraproducente, mas assim deixa em aberto o convite para ser contactada.

Seja clara nas suas intenções

Lembre-se que este tipo de profissionais não tem muito tempo disponível e recebe dezenas de currículos e mensagens por semana, a maior parte deles totalmente desadequados. Por isso, torne logo claro na mensagem introdutória por que o seu perfil pode ser o ideal para as buscas dele.

Melhore o seu perfil online

Tão importante como o contacto com este profissional é tornar a sua página online mais apelativa e acessível a ele. Por isso, atualize-a e incremente-a. Uma boa estratégia passa por incluir palavras-chave no seu perfil, relacionadas com as suas qualificações, competências e funções exercidas: quantas mais tiver, maiores as hipóteses do seu nome aparecer nas pesquisas dentro do site. Junte-lhe também uma boa fotografia ­— as hipóteses de acesso à sua página aumentam exponencialmente.

Publique e interaja mais em rede

Não chega atualizar o currículo, aumentar o número de conexões, colocar uma boa fotografia e aguardar que a contactem. O seu perfil ganha visibilidade se interagir mais com o conteúdo de outros utilizadores ou participar em grupos de discussão sobre temas relacionados com a sua área e interesses. Publicar textos sobre temas relacionados com a sua especialização profissional ou áreas de interesse também é uma excelente estratégia que mostra proatividade e pode captar a atenção de um recrutador.

O QUE NUNCA DEVE DIZER

Perguntar se a podem ajudar a encontrar uma colocação. A função de um headhunter é encontrar o melhor candidato para uma determinada vaga, não alguém que encontra postos de trabalho para candidatos. Perguntar “tem alguma vaga na qual o meu perfil encaixe” pode ser menos mau, mas a melhor pessoa para destacar os seus interesses, aptidões e experiência profissional é você mesma.

Pedir-lhe mais informações sobre um empregador. Não é adequado pedir um contacto de telefone ou email de alguém numa empresa na qual gostaria de trabalhar, perguntar se conhece lá alguém que lhe possa recomendar, ou pedir mais informações sobre a dita empresa. Fazer o trabalho de casa por si mesma revela profissionalismo e direciona-a melhor para os seus interesses.

Pedir-lhe que escreva uma recomendação no seu perfil de LinkedIn. Sobretudo se nunca se conheceram ou interagiram. É muito melhor pedi-lo a uma antiga chefia, colega de trabalho, cliente ou outra pessoa que possa escrever partindo da sua experiência pessoal e profissional.

Sugerir logo um telefonema, almoço ou café para uma conversa. Até pode vir a fazer sentido mais à frente, mas estes profissionais normalmente têm agendas muito preenchidas. É melhor seguir o protocolo habitual de envio de informação e comunicação online até que o interesse por si suscite, da parte dele, a marcação de uma reunião.